Franqueado Salvador - Bahia - Brasil
news snc
banner retratacao

nutricionista-personal snc

fidelidade snc
Qual a melhor fonte de carboidratos? Alimentos ou suplementos para o endurance? PDF Imprimir E-mail
Escrito por Lídia Loyola   
Sex, 29 de Junho de 2012 16:38

carbsOs exercícios de endurance exigem um maior consumo de carboidratos que são as fontes prioritárias de energia no exercício extenuante. É necessário a sua suplementação para manter os níveis de energia e manutenção dos estoques de glicogênio para que o atleta consiga sua máxima performance.

Vários produtos são comercializados a base de carboidratos. A mistura dos tipos desse macronutriente é considerado o ideal para se obter o máximo de energia. Os alimentos também são fontes de carboidrato e alguns deles de carboidrato de rápida absorção como também encontrado nos suplementos. Então, qual utilizar?

É isso que mostra um estudo recente usando 11 homens corredores fazendo 80 minutos a 75% do VO2 em esteira. Foram avaliados a frequência cardíaca (FC), razão de troca respiratória (RER), lactato sanguíneo, soro de ácidos graxos livres (FFA), glicerol e insulina, a glicose plasmática e creatina quinase, os sintomas gastrointestinais e percepção subjetiva de esforço (RPE) foram registrados a cada 20 min.

Nesse estudo um grupo usou 31g uva passa contendo 24g de glicose e frutose, 1,6g de fibras, outro usou suplemento (balas de mastigar) com 24g de glicose, maltose e maltotriose provenientes de xarope de arroz e de cana de açúcar, ingeridos com liquido constantemente e outro grupo usou somente água.

Todos os parâmetros se mostraram sem diferenças significantes para os dois grupos em uso de carboidratos, exceto pelos níveis de insulina que foram maiores para o uso do suplemento em comparação com o alimento, a performance foi mantida em ambos e não houve alterações gástricas no uso do alimento.

A questão envolvida no uso de alimentos é a quantidade de fibras que pode levar a alguma alteração gastro intestinal, esta que já ocorre naturalmente pelas alterações fisiológicas durante o exercício. Fazem-se necessários mais estudos com longa duração para comparar efeitos intestinais com o uso de dois tipos de fontes de carboidratos.

No caso de provas mais longas, como o ironman, os atletas já sentem mais necessidades de mastigar e comer alimentos salgados, ainda que sejam fontes de fibras, durante a prova. Já em provas curtas de triátlon, não ha tempo de comer, o máximo que o atleta consegue é usar algum gel no momento de transição na prova.

Os benefícios de um suplemento a base de carboidratos seriam os ingredientes adicionados como BCAAs, glutamina, cafeína, enquanto em um alimento temos os antioxidantes naturais, melhor aceitação de sabor, e menor gasto, como no uso de suco de uva, caldo de cana, mel, pão e biscoitos.

Tendo em vista essas considerações, o nutricionista deve ajustar com seu atleta qual a melhor fonte de carboidratos oferecida, a aceitação, a duração da atividade física, a praticidade do produto, os outros nutrientes agregados tanto nos alimentos quanto nos suplementos, e lembre-se de nunca testar nenhuma novidade no dia de competição.

 

Lídia Loyola – Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Nutricionista Clínica – atua nos segmentos esportivos e de estética

Clínica Nutriderme – 3264-2216

Brandon W Too; Sarah Cicai; Kali R Hockett. Natural versus Commercial Carbohydrate Supplementation and Endurance Running Performance . Journal of the International Society of Sports Nutrition 2012, 9:27.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail       Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.      .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção