Sem categoria

Glutamina

GLUTAMINA

O QUE É?

A glutamina é um aminoácido presente em altas concentrações no corpo humano. É empregada como substrato ergogênico (combustível) para as células do sistema imunitário e os enterócitos (células do intestino). A glutamina é classificada como condicionalmente essencial, pois em algumas situações estressantes – trauma, queimaduras e câncer, por exemplo – e eventualmente no esforço físico intenso, ocorre a diminuição da sua concentração plasmática.

PARA QUE SERVE?

A glutamina exerce diversas funções benéficas para o nosso organismo, como:

  1. Fornece energia para células de rápida proliferação, como enterócitos e células do sistema imune;
  2. Promove melhora na permeabilidade e integridade intestinal;
  3. Aumenta a resposta imune, por aumento da função fagocitária;
  4. Equilibra o pH sanguíneo;
  5. Combate a síndrome do overtraining (OTS);
  6. Regula a síntese e a degradação de proteínas;
  7. Controla o volume celular;
  8. É precursora de nitrogênio para a síntese de nucleotídeos;
  9. É necessária para o crescimento e diferenciação celular;
  10. Faz desintoxicação corporal do nitrogênio e da amônia;
  11. Promove a transferência de nitrogênio e cadeias carbônicas entre órgãos;
  12. Precursora de mediadores neuroendócrinos, como o GABA e glutamato;
  13. Fornece energia aos fibroblastos, aumentando a síntese de colágeno;
  14. Auxilia a produção de glutationa;
  15. Estimula a ressíntese de glicogênio;
  16. Auxilia síntese de citrulina, arginina e óxido nítrico;
  17. Estimula liberação de hormônios anabólicos (GH e insulina).

QUAL A FORMA DE USAR?

A dose diária é muito variável, porém a maioria dos estudos indicam uma dose entre 5 e 20 gramas, podendo também ser utilizada uma dose de 0,1 a 0,2 g/kg de peso. E como a dose diária deve ser fracionada durante o dia, o melhor horário para se ingerir a glutamina deve ser pela manhã, logo ao acordar, e logo após a atividade física.

EXISTEM EFEITOS COLATERAIS?

Inúmeros estudos foram realizados com doses de glutamina de até 2 g/kg, evidenciando a não ocorrência de efeitos tóxicos e de danos patológicos aos diferentes órgãos. Todavia, trata-se de um aminoácido, sendo necessário, pois, ter uma precaução, em doses muito elevadas, com a diarréia e a diminuição de absorção de outros AAs.

COMO A GLUTAMINA PODE SE APRESENTAR?

A glutamina é encontrada na forma livre, L-glutamina, utilizada para otimizar a absorção intestinal e melhorar a função imune; e a glutamina dipeptídeo, a forma que consegue transpor a “barreira” intestinal e promover o ganho de massa magra e a prevenção do catabolismo.

Esse texto foi elaborado por João Paulo Coelho Mendes, Lídia Barros Loyola e por Lucas Nongueira de Oliveira Rios após pesquisa de diversos artigos científicos. Veja abaixo alguns deles:

1 – Glutamina como suplemento ergogênico
2 – Efeito da glutamina no descanso e no exercício
3 –
Para ter acesso a essas e outras publicações e tirar dúvidas sobre suplementação e alimentação saudável entre em contato com a nossa equipe de Nutrição (nutricao@sncsalvador.com.br).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.