Sem categoria

É seguro se usar suplementos nutricionais?

suplementos_nutricionaisO uso de suplementos nutricionais está cercado de dúvidas por quem usa e por quem os prescreve. Para que o uso seja proveitoso, deve-se avaliar a legalidade do suplemento, verificar se ele é mesmo necessário, identificar se o seu uso não está exagerado e conhecer os seus efeitos adversos.

De maneira geral, a definição de suplementos nutricionais consiste em produtos que são utilizados oralmente com a intenção de suplementar a dieta aumentando a ingestão total de vitaminas, minerais e outros nutrientes. Os suplementos podem conter micronutrientes, ervas, proteínas, aminoácidos e seus metabólitos, extratos de alimentos ou a combinação destes.

As razões mais frequentemente relatadas para uso de suplementos são compensar uma dieta pobre, e no caso dos suplementos nutricionais esportivos, assegurar as demandas fisiológicas dos treinos e competições e aumentar a performance. São bastante utilizados também devido a recomendações de treinadores, técnicos e nutricionistas. Os suplementos mais utilizados incluem antioxidantes, proteínas, aminoácidos, cafeína, creatina dentre outros.

Os suplementos nutricionais hoje são considerados também recursos ergogênicos. Estes são substâncias ou meios de aumentar a produção energética, melhorar o uso desta energia ou o processo de recuperação, possibilitando ao atleta vantagens nas competições. Numerosos produtos alegam o aumento de força, resistência, maior tempo de treinamento e melhora na recuperação. Novos produtos com pretensões ergogênicas aparecem nas lojas todos os dias. Entretanto, esses produtos não devem ser usados de maneira indiscriminada. Existem aqueles que apesar de serem classificados como suplementos, não tiveram o seu conteúdo e suas pretensões adequadamente avaliadas pela FDA. Sendo assim, muitos possivelmente não possuem bases científicas.

A alta prevalência no uso de suplementos, associadas com o acesso descontrolado desses causa preocupação. Como os suplementos nutricionais fornecem atualmente uma alternativa para melhorar o desempenho em relação ao uso proibido de algumas substâncias, a sua utilização generalizada entre os atletas é o esperado. Porém, no momento de decidir pelo uso de suplementos, o profissional que os prescreve ou o usuário deve ter em mente os seguintes questionamentos: “Qual a base fisiológica ou teórica para ação deste produto?”, “Existem estudos científicos confiáveis que suportam ou vão contra as alegações dos produtos?”, “Existem efeitos colaterais? Esses efeitos colaterais são sérios?”, e principalmente, “Esse produto é legal?”

A legalidade dos produtos é de extrema importância, por isso é indispensável conhecer os suplementos utilizados, conhecendo a sua composição e escolhendo produtos nos quais se pode confiar nas informações fornecidas ao consumidor. Devido às diversas formas de regulamentação dos suplementos em diversos países e à existência de contaminação dos suplementos por substâncias ilegais, os atletas de alto desempenho, assim como os praticantes de atividade física, devem ser advertidos para que tenham atenção no consumo de suplementos os quais não tenham garantia de seguridade.

Os suplementos nutricionais também podem causar efeitos adversos sérios se utilizados de maneira exagerada ou em combinações inadequadas. A ausência de dados convincentes sobre as relações causa-efeito não pode ser considerada como indício de seguridade. Outro fator que se deve ter atenção é que muitas vezes se faz uma combinação dos suplementos a base de ervas com medicamentos, sem observar uma potencial interação entre os componentes fitoterápicos e as drogas. É necessário conhecer os efeitos das ervas utilizadas, pois muitas vezes se acreditam estar utilizando terapias que não apresentam riscos, por serem de origem natural. Deve ser levada em consideração a individualidade daquele que utiliza os suplementos, tendo atenção à faixa etária, necessidades nutricionais, estado fisiológico ou patológico.

A questão mais relevante na hora de decidir a respeito do uso dos suplementos não é meramente relacionada aos efeitos adversos, mas sim pela razão entre risco e beneficio. É importante que profissionais que prescrevem os suplementos e aqueles que os consomem sejam informados corretamente e que seja desmistificada a idéia de que por serem naturais, os suplementos estão livres de oferecer risco.

Para que exista segurança na suplementação é simples: basta combinar o uso de produtos confiáveis e de boa qualidade com a orientação de profissionais capacitados!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.