Aspectos envolvendo a Suplementação de Micronutrientes

micronutrientesMuitos profissionais na área de Nutrição não recomendamsuplementação de vitaminas e minerais para indivíduos “normais”. A alegação é de que a alimentação é suficiente para alcançar as necessidades dos micronutrientes. Será mesmo? Uma alimentação equilibrada e variada fornece todos os nutrientes que necessitamos para manter nosso corpo funcionando adequadamente. Mas, na realidade o que vemos é que a maioria da população come mal… muito mal…alimentos industrializados, cheios de calorias vazias, pobre em frutas e verduras, que não é suficiente para suprir as demandas nutricionais. Portanto, em algumas situações aliada à reeducação alimentar pode sim ser necessário uma suplementação de vitaminas e minerais. E qual o melhor suplemento para corrigir uma deficiência ou como parte de um tratamento nutricional com outro objetivo?

Existem fatores individuais e dos próprios nutrientes, que interferem na eficácia e segurança de um suplemento de micronutrientes. Com relação aos primeiros, idade, sexo, hábito alimentar, individualidade bioquímica influenciam, uma vez que cada indivíduo é único, tem necessidades e respostas diferenciadas. Já os nutrientes, fatores como biodisponibilidade, interação entre um remédio que esteja tomando, ou nutrientes na mesma formulação do suplemento, forma química, dosagem e o período de uso determinam se um produto está ou não fazendo efeito.

Biodisponibilidade refere-se à quantidade do nutriente que realmente é utilizada para sua função no organismo atendendo a demanda fisiológica. É influenciada pela:

– Forma química que o nutriente se encontra, como por exemplo, o ferro quando na forma férrica é menos biodisponível do que o ferroso; quando o nutriente está quelato, ou seja, ligado a um aminoácido a sua absorção é facilitada;

– Alguns nutrientes competem entre si pela absorção e/ou transporte e necessitam estar em equilíbrio no suplemento para não ocasionar deficiência de um em prol do outro. Como exemplo, tem-se o cálcio com o magnésio, o zinco com o cobre. Normalmente, através da alimentação nosso organismo mantém a homeostase e, quando há o déficit potencializa a absorção, mas o excesso de um nutriente pode provocar redução de outro.

– Medicamentos também podem influenciar a absorção e utilização dos micronutrientes, como anticoncepcionais e as drogas psiquiátricas.

Logo, talvez a ausência dos efeitos esperados com uma suplementação de vitaminas e minerais seja por estes aspectos não levados em consideração na formulação do produto. Assim, na hora de recorrer a um produto deste tipo procure um nutricionista para lhe recomendar a quantidade ideal para você, bem como um suplemento que respeite os fatores relatados.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail       nutricao@sncsalvador.com.br      .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *