Sem categoria

HIPERPROTÉICOS x WHEY PROTEIN

milkAlgumas pessoas podem se perguntar: o que são hiperprotéicos? Qual a diferença entre esta classe de suplementos e a Whey Protein? Posso tomar os dois?

Vamos às respostas:

Hiperprotéicos, como o próprio nome sugere, são produtos que possuem como maior fração as proteínas. Além disso, as proteínas são de alto valor biológico, ou seja, são efetivamente utilizadas pelo nosso corpo para a formação, manutenção e reparação de tecidos. São exemplos principalmente a Whey Protein, caseína e albumina, mas também pode estar presentes a proteína da soja e proteína hidrolisada do trigo, a qual fornece a glutamina peptídeo. Estes suplementos podem ainda ser acrescidos de carboidratos, vitaminas e minerais.

A principal importância destes produtos deve-se a presença da caseína, que quando está na sua forma micelar forma um gel no intestino liberando os aminoácidos lentamente na corrente sanguínea. Quando ingerida à noite, evita a perda de massa muscular, pois reduz a ação de hormônios catabólicos, como o cortisol e, serve de substrato para os anabólicos, como o hormônio do crescimento (GH). Outro aspecto refere-se a uma técnica utilizada em alguns suplementos que se chama microencapsulamento, o qual permite que a substância ativa seja liberada lentamente, chegue ao local exato e execute sua função da melhor forma.

Já a Whey Protein é uma proteína extraída do soro do leite, de mais alto valor biológico que qualquer outra proteína, na qual estão presentes todos os aminoácidos essenciais em quantidades similares aos existentes nos músculos e com uma velocidade de absorção muito rápida. Tudo isto faz com que esta proteína seja a melhor para ser utilizada pós-treino em associação com um carboidrato de absorção rápida, como a dextrose quando o objetivo é ganhar massa muscular. Esta proteína possui ainda diversas outras funções, como proteção contra vírus e bactérias, ação antioxidante, hipotensora e redutora da gordura corporal.

Estabelecidas as definições dos suplementos vamos às outras questões. Quem pratica exercício físico tem alterações no metabolismo corporal necessitando de maior aporte protéico na dieta. Logo, ambos podem ser direcionados para a construção muscular e como anticatabólico e, portanto, ser utilizados juntos, porém em momentos diferentes. Como já foi dito anteriormente, o melhor momento de ingestão da Whey é após o treino e Hiperprotéicos antes de dormir ou até mesmo como complemento de um lanche quando não houver a presença da caseína micelar ou passar pela microencapsulação.

Outra coisa: Whey sempre com água, já que se adicionar o leite, por exemplo, este contém gordura, caseína e a lactose que interferem na absorção da proteína. No entanto, a Whey também pode ser utilizada em outros momentos como uma opção para enriquecer os lanches. Mas se preferir, os Hiperprotéicos podem fazer esta função, pois além da Whey estes produtos contêm outras fontes protéicas enriquecendo sua alimentação com proteína de qualidade. Os Hiperprotéicos podem ser consumidos com leite, suco, batido com aveia ou com qualquer outro alimento desejado.

Procure sempre um profissional capacitado, no caso, um nutricionista para adequar a sua necessidade energética ao plano alimentar e, esclarecer quanto ao uso do (s) suplemento (s) caso haja necessidade.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail       nutricao@sncsalvador.com.br      .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.