Sem categoria

UMA PRÍMULA DE TPM!

tpmEstá brigando por tudo e chorando por nada? Sente-se culpada por isto e ataca a panela, geladeira, o que encontrar pela frente? Depois fica se sentido feia, gorda e acha que ninguém liga para você? Você não está só!! Muitas mulheres todo mês enfrentam a tensão pré-menstrual, a famosa e incômoda TPM. Aos homens que pensam que isto é “chilique” de mulher, saibam que a TPM é algo fisiológico e sério. Só para se ter uma ideia: 80% das mulheres são afligidas por este problema, cujas manifestações vão desde as de ordem física, psíquicas e comportamentais a em casos mais graves a depressão e morte. Estima-se que cerca de 35% são acometidas por estes sintomas graves. Ao contrário dos homens, as mulheres possuem oscilações dos hormônios durante todo o ciclo e, dias antes da menstruação chegar tem-se a TPM. As mulheres: saibam que agora vocês podem contar com um aliado para evitar ou mesmo melhorar este estado!!!!

Hoje, sabe-se que o desequilíbrio nutricional possui estreita relação com o quadro da TPM e, que existem alguns nutrientes que podem modular os sintomas. Dentre eles encontra-se o presente no Óleo de Prímula.

O Óleo de Prímula é um óleo extraído da semente da planta Oenothera biennis, nativa da América do Norte, cujo efeito terapêutico foi herdado dos índios. A ação deste óleo deve-se à presença de uma substância chamada GLA ou ácido gama-linolênico, ácido graxo essencial proveniente do metabolismo do ômega-6 (ácido linoleico). Este ácido graxo quando ingerido transforma-se em outro composto, o ácido diomo-gama-linolênico, com ação anti-inflamatória.

Existem 4 tipos de TPM: A, C, D e H. A do tipo A tem como sintomas característicos a irritabilidade, ansiedade; a do tipo C prevalece a compulsão por doces e cefaleia enquanto a D a depressão, indisposição; e a H pela retenção hídrica, dor nas mamas. É comum as mulheres apresentarem um sintoma de cada tipo, mas há um em que ela se encaixa mais.

Diversas alterações podem ocorrer na TPM, tais como: distúrbios hidroeletrolíticos com retenção de sódio e água, resistência à insulina, aumentos dos níveis de prolactina ou da sensibilidade aos seus efeitos e redução de uma substância chamada prostaglandina E1. Aquela retenção líquida, vontade incontrolável de comer principalmente doces, aumento e dores nas mamas além do nervosismo, irritabilidade, são todas alterações causadas por estes mecanismos respectivamente, nos quais o GLA pode atuar.

Como o GLA promove a formação de substâncias anti-inflamatórias, como a PGE1, a qual está envolvida junto com as demais na regulação do sistema nervoso central, distúrbios hidroeletrolíticos, contratilidade uterina, melhora da sensibilidade à prolactina, o Óleo de Prímula pode ser benéfico para a TPM evitando ou melhorando os sintomas da mesma. Além do mais, pela capacidade em melhorar a fluidez da membrana propicia melhor ligação da insulina com o seu receptor, consequentemente melhora a tolerância aos carboidratos reduzindo o apetite por doces. A redução da PGE1 junto com a tolerância reduzida aos carboidratos constituem dois mecanismos para ocorrência dos sintomas da TPM C, razão pela qual o Óleo de Prímula é mais indicado para este tipo. No entanto, como vimos aqui devido as suas propriedades ele pode melhorar os sintomas dos outros tipos também.

Portanto, acabe ou alivie sua TPM associando a uma prímula!!!

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail       nutricao@sncsalvador.com.br      .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.