Sem categoria

Novas Recomendações de BCAA

bcaaNosso corpo “escolhe” os substratos que vai utilizar de forma preferencial durante cada atividade, ou seja, utiliza em maior escala um nutriente ou outro de acordo com a duração e o tipo de exercício praticado. Os carboidratos são importantes substratos energéticos para a contração muscular durante o exercício prolongado realizado sob intensidade moderada e em exercícios de alta intensidade e curta duração. Já em exercícios de baixa intensidade ocorre uma degradação preferencial dos ácidos graxos, ou seja, uma maior utilização de gordura como fonte de energia.

Infelizmente, não utilizamos apenas gorduras ou carboidratos como fonte energética durante a atividade física. As proteínas também são utilizadas, e nesse caso os BCAAs são preferencialmente selecionados para a gliconeogênese (síntese de glicose a partir de aminoácidos), sendo que seu pool é mantido pelo catabolismo das proteínas musculares.

Essa degradação da musculatura em prol da formação de energia não é benéfica ao desempenho esportivo, pois quanto maior a depleção de musculatura maior será o tempo para sua recuperação.

Os BCAA (branched-chain amino acids) são aminoácidos de cadeia ramificada (ACR), representados pela leucina, isoleucina e valina. São bastante utilizados por praticantes de atividade física e por atletas, com intuito de aumento de massa muscular, para prevenir a depleção da musculatura, ou como um auxílio na recuperação pós-treino.  Além disso, estes aminoácidos podem exercer um benefício adicional, pois, servem de substrato para a síntese da glutamina, aminoácido que possui seus níveis reduzidos durante o exercício de resistência causando queda na imunidade. Dessa forma os BCAAs auxiliam a prevenir a redução da imunocompetência, e consequentemente a Síndrome do Overtraining.

Todos esses benefícios já estão bem documentados na literatura. Mas então porque algumas pessoas ou alguns estudos não vêem efeito com a suplementação de BCAA? A resposta segundo estudos recentes está na da dose oferecida. De acordo com os pesquisadores, a dose adequada para atingir tais efeitos seria em torno de 100mg/kg de peso corporal ao dia. Que devem ser utilizadas antes do treinamento; ou antes e depois. Se estiver sendo feito o uso concomitantemente com a whey protein pós-treino, essa quantidade de 100mg/kg de peso corporal ficaria somente antes do treino, já que a whey protein é bastante rica nos aminoácidos de cadeia ramificada.

Assim, o uso dos aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA) deve ser feito de maneira de forma quantitativamente adequada (100mg/Kg de peso ao dia) antes do treinamento, sendo esta dose considerada eficaz e sem efeitos adversos.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail       nutricao@sncsalvador.com.br      .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.