Sem categoria

História do doping

dopingDoping constitui a utilização de substâncias ou métodos que tem capacidade de aumentar artificialmente o desempenho esportivo, sejam eles potencialmente danosos a saúde do atleta, a de seus adversários ou contra o espirito do jogo. Quando duas dessas condições estão presentes é caracterizado doping segundo o Código da Agência Mundial Antidoping.

O progresso da farmacologia e da medicina esportiva faz surgirem varias formas de incrementar artificialmente o desempenho, o que torna necessário uma legislação rigorosa e atualizada.

Durante a segunda guerra mundial surgiram no mercado duas substâncias (anfetaminas e esteroides anabolizantes) com grande eficiência em aumentar o desempenho de modo artificial. A anfetamina foi bastante utilizada por pilotos de combate com função de eliminar a fome, sede e a fadiga. Depois da guerra muitos desses soldados se tornaram atletas e difundiram entre os companheiros de esporte a utilização desses estimulantes.

Já os esteroides anabolizantes foram muito utilizados no pós-guerra para potencializar a recuperação dos soldados feridos, fortalecendo a musculatura dos desnutridos. Pouco tempo depois chegou ao esporte à informação que essas substâncias promoviam o aumento da musculatura e se difundiu rapidamente nos praticantes de levantamento de peso.

Não é recente o aparecimento de estratégias para melhora da performance, na China, o imperador Shen-Nung, já conhecia os efeitos estimulantes da infusão de ma-huang, uma folha que contem alta concentração de efedrina, e era utilizada rotineiramente para aumentar a capacidade de esforços físicos. Já nos jogos olímpicos da antiguidade (800 anos a.C.), os atletas bebiam diversos chás a base de ervas e comiam varias espécies de cogumelos, buscando aumentar seus rendimentos esportivos.

No final do século XIX, quando o esporte começou a ser organizado internacionalmente um alquimista da Córsega produziu um vinho com folhas de cocaína de nome “Vin Mariani” que se tornaram bastante consumidas entre ciclistas da época. Em Atenas, nos primeiros jogos olímpicos da era moderna (1896) os atletas já conheciam o uso de estimulantes (cocaína, efedrina e estricnina) e as utilizavam em forma de pequenas esferas, chamadas de “bolinhas”. Daí é que surgem os termos “usar bola”.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail       nutricao@sncsalvador.com.br      .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

Para regulamentação de todos estes acontecimentos históricos foram criados órgãos regulamentadores, como o COI (Comitê Olímpico Internacional) e a WADA (Agência Mundial Antidoping).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.