Hipercalóricos causam espinha?

peleAlgumas pessoas questionam se o uso de hipercalóricos pode levar ao aparecimento da acne ou piorá-la. Antes de responder esta pergunta, vamos a algumas considerações sobre esta alteração que causa tantos problemas a tantas pessoas, principalmente relacionado à auto-estima.

A acne resulta de uma alteração hormonal e na prática também se observa casos de intolerâncias alimentares com o surgimento das espinhas. A alteração leva à produção excessiva de sebo, substância que protege a pele, mas quando em quantidade elevada deixa a pele muito oleosa. Oleosidade serve como um meio de proliferação de bactérias, que acabam por inflamar o local e levar à acne.

A alimentação pode auxiliar no tratamento da acne. Se as espinhas aparecem por causa de determinado alimento, a retirada ou redução do mesmo resolve o problema. Se o problema é mesmo hormonal, o tratamento dermatológico associado com uma alimentação adequada, equilibrada com os nutrientes certos é a solução. Quem tem acne deve evitar alimentos ricos em gorduras saturadas e/ou carboidratos simples, como carne vermelha, leite integral, queijo amarelo, chocolate, doces e procurar consumir alimentos que tenham nutrientes antioxidantes, gorduras poliinsaturadas, frutas, verduras, cereais integrais, peixes, linhaça, castanha do Pará, amêndoas, óleos vegetais como de canola. Além disso, manter o intestino saudável é imprescindível para uma pele saudável.

Os hipercalóricos em sua maioria possuem na composição carboidratos como a maltodextrina, que não chega a ser complexo, mas também não é simples. A maltodextrina seria então um carboidrato de absorção intermediária. A quantidade de gordura varia de 0,6g a 9g/100g do produto, sendo o teor de gordura saturada inexistente ou mínima, que varia de 0g a 1,3g/100g do produto. O restante da gordura é constituída basicamente de poliinsaturadas, como o ômega 3 e ômega 9 proveniente dos óleos de canola ou linhaça e, uma minoria ainda tem o triglicerídeo de Cadeia Média (TCM), que apesar de ser uma gordura saturada não influencia na acne uma vez que sua quantidade é baixa.

Portanto, em teoria o hipercalórico não causa espinha além de possuir nutrientes que auxiliam no combate a esta alteração. O recomendado é procurar fracionar a dosagem do suplemento durante o dia para fazer com que seu corpo mantenha-se constantemente alimentado e não sobrecarregar em único momento uma quantidade alta de calorias podendo causar uma alteração do metabolismo e hormonal. Além disso, levar em consideração os outros fatores envolvidos na alimentação também é de fundamental importância.

A resposta a qualquer suplemento é individual, portanto, procure um acompanhamento profissional para a melhor escolha do produto levando em consideração composição e forma de uso que melhor se adéqua ao seu caso.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail       nutricao@sncsalvador.com.br      .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 pensamentos em “Hipercalóricos causam espinha?”