Sem categoria

Óxido Nítrico e Overtraining

caibraO treinamento desportivo é um processo orientado que visa a melhoria do desempenho do atleta a partir da mudança no equilíbrio interno do organismo por meio de um aumento progressivo das cargas de treinamento.  Uma das condições primordiais para um treinamento de qualidade e o contínuo e adequado desequilíbrio da homeostase, caracterizado como estresse positivo, é que haja um período suficiente de recuperação para a ocorrência da supercompensação (regeneração corporal do estresse).

No entanto, o estresse provocado pelos treinamentos pode acarretar reações negativas quando as cargas impostas são incompatíveis com a capacidade de resposta do atleta, que resultara em uma inadaptação psicofísica com possíveis consequências negativas no rendimento atlético. Essa inadaptação está associada a alterações fisiológicas, bioquímicas e psicológicas, que por sua vez provocam prejuízos para a saúde do atleta, tal como a síndrome do overtraining.

O overtraining é um processo no qual o atleta apresenta queda no rendimento esportivo, onde o período de recuperação pode levar de algumas semanas a meses. Esta síndrome é uma desordem que ocorre a partir de um desequilíbrio entre a tríade treinamento, alimentação e descanso. Onde o treinamento é excessivo e o descanso e alimentação insuficientes para recuperação.

O atleta com essa síndrome, além da dificuldade em manter os regimes de treinamento com consequente queda no desempenho, pode apresentar infecção do trato respiratório superior, imunossupressão, percepção de pernas pesadas, fadiga generalizada, aumento da percepção subjetiva do esforço, alterações da frequência cardíaca, disfunções no sistema nervoso autônomo, distúrbios do sono e do apetite, alterações de humor, depressão, entre outros.

Fatores como a monotonia dos treinamentos, o excesso de pressão e de competições, e a recuperação inadequada podem contribuir para o overtraining. O repouso adequado após o exercício intenso pode ser importante para melhorar a recuperação psicológica e fisiológica do atleta, quanto maior a demanda do treinamento, maior a necessidade de recuperação do atleta.

Sabe-se que durante o exercício de alta intensidade ocorrem modificações fisiológicas com o intuito de proporcionar a melhor adaptação e resposta ao estímulo. O acúmulo de lactato durante a execução de um protocolo de exercício de alta intensidade significa que a produção deste excede a quantidade de sua remoção.

Um aumento do fluxo sanguíneo pode permite maior liberação de lactato e íons do músculo, promovendo a maior remoção destes substratos pela circulação. A melhor perfusão sanguínea proporcionada pela suplementação de arginina favorece a eliminação das substâncias tóxicas acumuladas durante a prática da atividade física, facilitando o processo de recuperação muscular.

A administração oral de arginina (3g trinta minutos antes do treino), através do estímulo à produção de óxido nítrico, proporciona uma melhor qualidade do treinamento por três mecanismos interrelacionados e interdependentes desencadeados simultaneamente pela vasodilatação:

  • Aumento da perfusão sanguínea – facilitando o aporte de oxigênio e nutrientes aos tecidos;
  • Maior oferta de glicose para o músculo em atividade – proporcionando mais substrato energético para a contração muscular;
  • Redução da concentração plasmática de amônia e lactato – retardando a fadiga e diminuindo o desconforto provocado pelo acúmulo desses metabólitos na musculatura.

Alguns estudos afirmam ainda, que a suplementação de arginina reduz a oxidação de carboidrato pós-exercício, podendo aumentar, portanto, a disponibilização de glicose para o restabelecimento dos estoques de glicogênio muscular, durante a recuperação.

Desta forma, a suplementação de Arginina torna-se uma alternativa para a rotina de treino do atleta, assim como o fazem com a glutamina (aminoácido utilizado para aumentar a resistência do sistema imunológico), visto que proporciona um efeito ergogênico retardando o aparecimento da fadiga, melhorando a função cardíaca, induzindo a vasodilatação e proporcionando uma melhor recuperação do atleta.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail  nutricao@sncsalvador.com.br

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.