Sem categoria

Uso de suplementos e reações alérgicas

alergia_suplementosA alergia alimentar é uma reação adversa a determinado alimento. Essa alergia envolve um mecanismo imunológico e tem apresentação clínica muito variável, com sintomas que podem surgir na pele, no sistema gastrintestinal e respiratório. As reações podem ser leves com simples coceira nos lábios até reações graves que podem comprometer vários órgãos.

Os alimentos mais citados como causadores de alergias alimentares são: leite, ovos, amendoim, castanhas, camarão, peixe e soja, e os principais alérgenos alimentares identificados são de natureza proteica. Sendo as reações alérgicas mais frequentes em lactentes e pré-escolares, com prevalência de até 8% e em adultos, esse percentual cai para 3-4%.

Enquanto a alergia alimentar é um termo utilizado para descrever reações adversas a alimentos, dependentes de mecanismos imunológicos, IgE mediados ou não. A intolerância alimentar é qualquer resposta diferente a um aditivo ou alimento, sem que haja as intervenções imunológicas. Esta pode ser ativada por ação de toxinas produzidas por bactérias e fungos, agentes farmacológicos ou erros metabólicos por deficiência enzimática, como por exemplo, a intolerância à lactose – por deficiência da enzima lactase.

Alguns fatores estão intimamente associados ao surgimento de reações alérgicas, como predisposição genética, alteração da microflora intestinal, frequência da carga alergênica e quantidade, dieta materna e idade da primeira exposição.

A nutrição tem papel fundamental no controle da alergia alimentar, haja vista que estudos trazem que dietas ricas em ômega-3 exercem um efeito protetor contra o desenvolvimento de doenças alérgicas. Além disso, os antioxidantes presentes na dieta (vitamina C, vitamina A, vitamina E, selênio e zinco) podem neutralizar o efeito deletério do estresse oxidativo presente na inflamação alérgica e consequentemente reduzirem a lesão tecidual. O uso de probióticos (microrganismos que quando ingeridos exercem efeitos benéficos para a saúde) tem mostrado efeito benéfico sobre as reações alérgicas, pois estes atuam no controle intestinal sobre a absorção de substâncias alergênicas e parecem melhorar as intolerâncias alimentares por proporcionarem um equilíbrio da flora intestinal.

Infelizmente são escassos os estudos que tratem acerca da temática “uso de suplementos e reações alérgicas”, exceto para as fórmulas infantis. Mas, vale a ressalva que mesmo a alergia alimentar em adultos não ser tão frequente (3% – 4%), esta não deve ser menosprezada, haja vista que a sintomatologia envolvida pode ir desde uma simples urticária até quadros de anafilaxia.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail      nutricao@sncsalvador.com.br     .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

2 comentário

Cristiane leal 7 de fevereiro de 2018 at 09:30

Gostaria de resolver meu problema..pois não consigo ganhar massa muscular

Responder
Lara Cerqueira 19 de fevereiro de 2018 at 15:46

Olá, Cristiane.
Acompanhamento nutricional é um recurso chave para atingir seu objetivo. Existe a possibilidade de restrição dos componentes alergênicos e atingir a cota nutricional proposta. Busque um profissional da área.

Estamos a disposição para maiores esclarecimentos!

Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.