Sem categoria

Óleo do Cártamo e Ômega-3: uma combinação interessante!

omega3A cada dia que passa, o número de pessoas que almejam perder peso está aumentando. Em meio a esse dilema, muitas tentam iniciar um processo de reeducação alimentar, iniciando uma alimentação saudável. Mas o que é uma alimentação saudável? Será que a população está fazendo isso da melhor maneira?

Muitas pessoas associam uma alimentação saudável a uma grande ingestão de frutas e saladas, restrição energética, de carboidratos, entre outras estratégias. Não que isso esteja errado, mas outro critério deve ser levado em conta: a qualidade dos nutrientes! Ou seja, reduzir ou até mesmo evitar a ingestão de carboidratos simples, optar pela ingestão de proteínas de alto valor biológico, reduzir a ingestão de gordura saturada e aumentar a ingestão de gorduras insaturadas, que são boas.

Gorduras boas? Isso mesmo! Apesar de ser tida como vilã, a gordura possui funções importantíssimas no nosso organismo, como a produção de hormônios, regulação térmica, além de ser fundamental para a absorção de algumas vitaminas (A, D, E e K). Além disso, quando se tem um aumento na ingestão de gorduras insaturadas em detrimento da gordura saturada, o processo de emagrecimento se torna mais fácil. O consumo de uma dessas gorduras em especial é muito importante. Trata-se do ômega-3, um potente anti-inflamatório natural, encontrado principalmente em peixes de águas profundas.

O tecido adiposo é um tecido “inflamado” e produz substâncias denominadas adipocinas, sendo a maioria pró-inflamatória. Quanto mais tecido adiposo, mais haverá produção dessas citocinas, exacerbando a inflamação. Essa inflamação crônica está associada a diversas doenças como câncer, diabetes, asma, Alzheimer, doenças cardiovasculares e autoimunes, dentre outras. A proporção ômega-6/ômega-3 está diretamente relacionada com essa inflamação. Isso ocorre porque o ômega-6, apesar de ser um ácido graxo essencial, é pró-inflamatório. Sendo assim, quanto menor for a proporção ômega-6/ômega-3, maior será o poder anti-inflamatório da dieta.

A proporção ômega-6/ômega-3 também está relacionada com um aumento à resistência à insulina, pois quando essa proporção é alterada através de um maior consumo de ômega-6, a fluidez da membrana da célula pode ser alterada, prejudicando assim a função do receptor de insulina. Outro quadro que está associado com o aumento da relação ômega-6/ômega-3 é a esteatose hepática não alcoólica. Pensando nesses aspectos, a suplementação de ômega-3 em conjunto com o óleo do cártamo consiste em uma estratégia fundamental.

O óleo do cártamo é um suplemento utilizado por pessoas que buscam redução de gordura, principalmente localizada. Os produtos a base do óleo do cártamo vão conter o ácido linoleico conjugado (CLA) que age em nosso organismo através de vias enzimáticas, estimulando a quebra da gordura e inibindo a formação de gordura. Entretanto, os estudos com esse produto são contraditórios, levantando-se a possibilidade de algum efeito colateral, principalmente em indivíduos sedentários. Nesse caso, a suplementação de ômega-3 irá auxiliar na prevenção desse quadro.

Um estudo feito por Fedor et al. (2012) realizado com ratos, demonstrou que a suplementação de ácido docosahexaenóico (DHA), forma ativa do ômega-3, preveniu o acúmulo de triglicérides hepáticos quando suplementado em conjunto com o CLA. Vale ressaltar, que o isômero do CLA utilizado nesse estudo foi o trans-10 cis-12, que é o principal isômero associado com esses efeitos adversos do CLA.

Dessa forma, a suplementação de ômega-3 ajuda não só a desinflamar o tecido adiposo assim como prevenir o acúmulo de gordura no fígado, que pode ser provocado não só pela suplementação de óleo do cártamo em sedentários, mas também por uma má alimentação. A dose de ômega-3 recomendada por dia gira em torno de 1 a 3g.  Lembre-se que a individualidade deve ser respeitada, por isso procure um nutricionista para melhores resultados.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail      nutricao@sncsalvador.com.br     .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

2 comentário

Yuri Magalhaes 16 de outubro de 2017 at 15:16

Boa tarde.
Estou em processo de emagrecimento, onde perdi cerca de 21 kg..e atualmente estou com 81 KG.Estou na fase final de emagrecimento, e busco a definição.
A pergunta é: Posso utilizar omega 3 em conjunto com CLA? No intuito do objetivo que busco, poderia ambos poderiam auxiliar, ou somente um dos dois. Ja utilizei e utilizo ate hoje os dois, porem uma semana cada suplemento (ainda não tomei os 2 no mesmo dia).
Obrigado

Responder
Lara Cerqueira 4 de dezembro de 2017 at 12:02

Olá, Yuri.
Parabéns pelo resultado atingindo até então!
A estratégia combinada aumenta a possibilidade de chegada ao objetivo.
Estamos a disposição para maiores esclarecimentos.

Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.