Sem categoria

Suplementação: Esporte ou Saúde?

SaudeExiste muita discussão a respeito da suplementação de nutrientes, seja ele qual for. Inúmeros profissionais ainda têm uma opinião muito divergente quando o assunto é esse. A suplementação, na maioria das vezes, é associada à hipertrofia, ao emagrecimento e ao esporte. Mas, e a qualidade de vida? Será que a suplementação pode promover benefícios?

Sabe-se que a prática de hábitos saudáveis é o primeiro passo para melhorar o funcionamento do organismo e diminuir os riscos associados a uma má alimentação, como por exemplo, sobrepeso/obesidade, desnutrição, desenvolvimento de doenças cardiovasculares, diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial, entre outros. Ter uma alimentação saudável, hoje em dia, torna-se cada vez mais difícil na rotina da maioria das pessoas e o resultado disso é a prática de uma alimentação desequilibrada que não supre as necessidades do indivíduo, não fornecendo assim os nutrientes essenciais ao bom funcionamento metabólico.

Existem alguns nutrientes que não são sintetizados no organismo humano e que devem ser obrigatoriamente adquiridos através da alimentação. É o caso dos ácidos graxos essenciais, como o ômega 3 e ômega 6, ácido linolênico e ácido linoleico respectivamente. As dietas modernas ocidentais não são, apenas baixas em ômega 3, mas também demasiadamente elevadas em ômega 6 que são adquiridos, principalmente, a partir da carne e óleos vegetais, como o óleo de girassol e milho. As principais fontes de ômega 3 são as nozes, a castanha e os peixes de água fria, alimentos que, normalmente, são pouco consumidos pela população, em geral.

Muitos estudos evidenciam um efeito modulador da atividade inflamatória com a ingestão de uma relação correta entre os ácidos graxos essenciais. Além disso, a ingestão adequada desses nutrientes tem um potencial efeito na melhora do perfil lipídico e pode auxiliar na perda de peso.

Existe uma classe de suplementos alimentares, chamados EFA’s, do inglês, “Essential Faty Acid” ou “ácidos graxos essenciais” que são produtos que reúnem um “blend” ou “mistura” de ácidos graxos essenciais com o objetivo de melhorar a qualidade de vida, complementar uma alimentação deficiente nesses ácidos graxos, entre outros objetivos específicos.

Então, se a alimentação não estiver suprindo essa necessidade, porque não suplementar? Esse é um grande exemplo de que a suplementação pode sim estar relacionada a melhoria da qualidade de vida e não somente aqueles objetivos mais conhecidos por todos.

A suplementação pode ser útil em melhorar a qualidade de vida, mas, é importante ressaltar que ela não faz milagres! Ainda com o uso de suplementos, existe sim a necessidade de se adquirir hábitos mais saudáveis; a suplementação não substitui a alimentação. Portanto, procure orientação de um profissional Nutricionista e viva melhor.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail      nutricao@sncsalvador.com.br     .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.