Álcool e Exercício Físico

babidaO consumo de bebida alcoólica está acontecendo cada vez mais cedo na sociedade brasileira. Apesar de ser consumida por um público jovem, vale lembrar que o álcool é uma droga e traz prejuízos à saúde. Isso tem passado despercebido pelas pessoas devido ao fácil acesso e as grandes propagandas que envolvem esse tipo de produto. Além disso, o surgimento e popularização de drogas ilícitas ou recreativas como a maconha, cocaína e ecstasy, contribuiu para tal acontecimento.

Os atletas e desportistas também fazem a ingestão de álcool e o consumo no meio dos esportes é muito mais comum do que imaginamos, tendo uma maior prevalência entre os homens. Outro ponto bastante observado é que geralmente naqueles esportes de equipe, a exemplo do futebol e vôlei, o uso é muito maior.

Porém, existe uma preocupação muito grande da maioria dessas pessoas em relação à ingestão de álcool e exercício físico. Será que faz sentido? O álcool atrapalha o rendimento? A grande questão envolvida é a quantidade a ser ingerida. A ingestão leve ou moderada de álcool parece não atrapalhar o desempenho. Entretanto, quando o atleta/desportista passa a beber exageradamente o seu organismo não consegue manter um equilíbrio, com consequentes prejuízos.

O primeiro ponto a se pensar é que a intoxicação aguda por álcool agride a mucosa intestinal e a absorção dos macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídios) e micronutrientes (vitaminas e minerais) é prejudicada. Dentre os micronutrientes, as vitaminas do complexo B merece uma atenção especial, pois estão ligadas diretamente ao metabolismo energético. Ou seja, participam de reações envolvendo carboidratos, proteínas e lipídios. Assim, se você quer emagrecer ou ganhar massa muscular, esse processo será prejudicado. Além disso, o álcool tem um efeito diurético e isso pode causar uma hipohidratação, comprometendo todo o seu rendimento.

Outra questão a ser pensada é que o álcool favorece o acúmulo de gordura no organismo, inclusive no fígado. Quanto mais gordura vai se acumulando no fígado, mais o metabolismo dos alimentos, suplementos, medicamentos e demais substâncias ficará prejudicado. E pense bem, se você almeja perder peso, vale a pena continuar ingerindo algo que vai de encontro?

Ah, mas eu não quero perder peso, quero ganhar massa muscular. Nesse caso a bebida alcoólica atrapalha muito menos, não é? Não! Estudos mostram que o álcool reduz os níveis de testosterona no organismo. A testosterona é um dos principais hormônios anabólicos, contribuindo para o aumento de força e melhora da composição corporal. Estudos também demonstram que o álcool prejudica a síntese proteica, pois atrapalha toda a sinalização da proteína alvo da rapamicina em mamíferos (mTOR), proteína chave envolvida na síntese proteica. Vale ressaltar que os estudos demonstram que o álcool não promove a degradação muscular, e age especificamente na síntese proteica. Assim, o álcool também atrapalha aqueles que buscam a tão sonhada hipertrofia.

Dessa forma, o álcool prejudica a homeostase do organismo e isso acaba refletindo no desempenho do atleta. Se você é aquela pessoa que ingere demasiadamente bebida alcoólica, busque reduzir o consumo, seu corpo agradece! 

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail      nutricao@sncsalvador.com.br     .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *