Sem categoria

Suplementos na Gravidez e Lactação

gravidezA gravidez pode ser considerada como um estado fisiológico, sendo assim o organismo de uma gestante passa por uma série de adaptações que garantem o desenvolvimento do feto e asseguram as reservas biológicas necessárias às etapas do parto, pós-parto e à lactação. O estado nutricional de uma grávida ou lactante pode afetar além da sua saúde, a saúde do bebê.

Diante dessa situação, o organismo materno sofre um processo de adaptação natural, através de diferentes fenômenos que conduzem a um aumento das necessidades nutricionais, e como compensação, ocorre aumento do apetite e da eficiência digestiva e absortiva.

Devido a grande prevalência de grávidas anêmicas a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Centers for Disease Control and Prevention (CDC) recomendam, além de uma dieta adequada, a suplementação com ferro para todas as mulheres grávidas no intuito de suprir as necessidades fisiológicas deste momento. Para gestantes e nutrizes, doses de 300 mg de sulfato ferroso/dia, são comumente recomendadas. Para gestantes, inicia-se a profilaxia na segunda metade até o terceiro mês pós-parto (ou pós-aborto).

Deve-se ficar atento ao fato de que alguns estudos relatam que a suplementação de ferro em mulheres grávidas sem deficiência pode trazer nenhum benefício, e sim alguns efeitos colaterais, tais como, irritação gástrica, alterações do trânsito intestinal, maior viscosidade sanguínea, e consequente diminuição da perfusão placentária.

O ácido fólico (vitamina B9) é muito importante para a formação do tubo neural do feto. Devido sua baixa biodisponibilidade nos alimentos fontes, a dieta pode não ser a melhor forma de prevenção de defeitos do tubo neural, recomenda-se a todas as mulheres que possam vir a ficar grávida, a suplementação de ácido fólico (400 mcg/dia) 30 dias antes da concepção até à décima segunda semana de gravidez.

Vale ressaltar que quantidades de ácido fólico superior a 1 g têm sido consideradas excessivas, por risco de mascaramento de deficiência da vitamina B12. Ademais, recentemente, alguns autores alertam para o risco de desenvolvimento de certos tipos de câncer.

O feto e o recém-nascido são abastecidos com os ácidos graxos essenciais através da mãe, pela placenta e lactação. O ácido Docosahexaenóico (DHA, Ω3) e o ácido Araquidónico (ARA, Ω6) são os ácidos gordos polinsaturados de cadeia longa (LC-PUFAS), importantes para o desenvolvimento do cérebro e retina dos mamíferos, por estarem presentes com grande significância nas membranas celulares destes órgãos. Como consequência da dieta pobre em ômega 3, os níveis desses em mulheres grávidas, podem decrescer, resultando em carência para a mãe e o feto.

Foi relatada uma tendência à atenuação da resposta imune alergênica em neonatais e posteriormente quando com um ano de idade, após suplementação de Omega 3 em mulheres grávidas atópicas. Esse relato confere com as propriedades anti-inflamatórias do Ω3, e leva a crer que a suplementação  pode ser uma possível prevenção ou atenuação de alergias para crianças com pré-disposição a esse fator.

Faz-se importante a promoção de uma dieta com equilíbrio na relação de Omega 3/omega6. Para isso, seria necessário a redução do consumo de Omega 6 a partir de óleos vegetais e aumentar o consumo de Ômega 3 através da ingestão de peixe ou tomando suplementos.

É importante ficar atento às substâncias que devem ser evitadas no período de gravidez, pela possibilidade dessas provocarem algum malefício ao binômio mãe e filho. Tais como a cafeína, os adoçantes e o ácido linoleico conjugado. Sempre procure acompanhamento médico e nutricional para maior segurança.

Os fenômenos de adaptação que antecedem às necessidades do feto e placenta conduzem naturalmente uma mãe a uma gravidez saudável, através de uma alimentação variada e equilibrada, sem o uso de qualquer suplemento extra. A suplementação pode surgir em uma situação de déficit no aporte alimentar da dieta.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail      nutricao@sncsalvador.com.br     .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.