Sem categoria

L-glutamina e glutamina peptídeo

GlutaminaA glutamina é o aminoácido encontrado em maiores concentrações no organismo, correspondendo a 25% dos aminoácidos livres. Cerca de 60% da glutamina total está armazenada no músculo esquelético.  É classificada como condicionalmente essencial, pois se torna indispensável nas condições de estresse.

A glutamina pode ser comercializada na forma livre, ou ligada a outros aminoácidos, como por exemplo, a alanina. Muitos estudos demonstram que o suplemento de glutamina livre pode ser bastante instável. Esse fato levou a busca de outras formas do produto. Os derivados da glutamina (alanil-glutamina, por exemplo) podem ser mais estáveis do que a glutamina por si só, especialmente em pH baixo. Além disso, esses peptídeos revelam solubilidade muito superior ao aminoácido livre.

No estudo de Harris e colaboradores em 2012 foi visto que há um maior pico na concentração plasmática da glutamina quando é ingerida na forma de peptídeo em comparação com a glutamina livre.

Existem algumas explicações para isso, uma delas é que os di e tripeptídeos têm absorção melhor do que o seu aminoácido livre correspondente, visto que a grande osmolaridade do aminoácido livre retarda o seu tempo de absorção. Outra possível explicação pode ser a presença de transportadores específicos para dipeptídeos e tripeptídeos dentro da célula da mucosa do intestino delgado humano. Além dessas explicações, outra questão é que a absorção da glutamina livre é dependente de um sistema de transporte de monoamina. Então, a absorção de doses elevadas do aminoácido pode ser limitada pela disponibilidade de locais de transporte.

Outro interveniente importante pode ser a menor transferência de glutamina para o plasma com o uso da glutamina livre, devido a uma maior taxa de extração pelo do intestino delgado. Sendo assim, a glutamina peptídeo pode ser menos eficaz na função das células intestinais, e mais eficaz em outras células.

Portanto, a glutamina peptídeo tem a capacidade de aumentar as concentrações de glutamina plasmática melhor do que a glutamina livre. Sendo assim, a ingestão do peptídeo de glutamina vai ter maior influencia na célula muscular do que a glutamina livre. 

 

Luana Luana Vilas Bôas faz parte da equipe de Nutrição da SNC de Salvador. Ela é graduanda em Nutrição pela UFBA.

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail  nutricao@sncsalvador.com.br

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0