Sem categoria

Suplementos que inibem o apetite. Você conhece?

saciedadeO apetite é um dos fatores mais influentes para a nossa ingestão alimentar e muitas vezes se torna um desafio para quem busca a perda de peso. No nosso corpo, as sensações de fome e saciedade são controladas por fatores neuronais, gastrointestinais, hormônios e fatores psicológicos. Quando temos uma grande oferta energética nosso cérebro recebe vários sinais que irão induzir a promoção da saciedade, no contrário, em momento de privação de nutrientes, esses sinais vão promover estímulos que induzem a sensação de fome.

Os alimentos também possuem um papel importante na regulação do comportamento alimentar. Os efeitos das gorduras, por exemplo, podem variar dependendo das propriedades físico-químicas dos ácidos graxos constituintes. Os triglicerídeos de cadeia média podem proporcionam maior saciedade do que triglicerídeos de cadeia longa, e, portanto, são capazes de limitar o consumo de energia associado com excesso de dietas ricas em gorduras. É também possível que os lipídeos poli-insaturados possuam propriedades saciantes mais potentes em comparação com monoinsaturados e saturados.

Existem atualmente no mercado diversos suplementos que podem inibir o apetite e, consequentemente, diminuir a ingestão energética ajudando na perda de peso, entre eles estão o óleo de palma e a colina.

O óleo de palma ou azeite de dendê, extraído dos frutos da palmeira (Elaeis guineenses) é um óleo rico em antioxidante composto por aproximadamente 50% de gordura saturada e 50% de ácidos graxos insaturados. Alguns suplementos formados por uma emulsão a partir de óleo de palma e frações de óleo de aveia podem reduzir a ingestão de alimentos por promover e manter a saciedade. Essa emulsão possui forte estabilidade físico-química e pode atrasar ou prolongar o trânsito de alimentos através do intestino por um fenômeno designado por o freio jejunal nos intestinos proximais e freio ileal nos intestinos distais. Permanecendo por mais tempo no intestino, esses lipídeos aumentam o tempo de saciedade e diminuem a ingestão de alimentos.  

A colina é um nutriente que possui várias funções no organismo. É necessária para a síntese de neurotransmissores, sinalização das membranas celulares, transporte de lipídeos e metabolismo do grupo metil (redução de homocisteína). Pode ser sintetizada no nosso corpo, mas em quantidade suficiente, portanto deve ser adquirida a partir da dieta. Entre as fontes mais concentradas de colina na dieta estão o fígado, ovos e germe de trigo. Esse nutriente exerce uma exerce uma variedade de efeitos sobre o sistema nervoso central através da síntese da acetilcolina e fosfatidilcolina, restauração de fosfolipídeos componentes da membrana, tais como cardiolipina e esfingomielina, e aumento de neurotransmissores como a noradrenalina e a dopamina. Um estudo realizando a suplementação com 2000 mg/dia de colina mostrou queda significativa de apetite.

Níveis plasmáticos baixos de colina estão associados a quadros de maior ansiedade, o que interfere significativamente na ingestão alimentar, por isso tem sido relatado como um inibidor da compulsão alimentar, principalmente por doces, assim sua suplementação pode constituir outra boa alternativa para diminuir o consumo energético.

Mas atenção! A suplementação deve ser sempre orientada por um profissional capacitado, tanto para obtenção de resultados mais rápidos e eficazes, como para evitar danos a sua saúde pelo uso de suplementos de forma incorreta.

 

Quetsia Quetsia Santiago faz parte da equipe de Nutrição da SNC de Salvador. Ela é graduanda em Nutrição pela UFBA.

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail      nutricao@sncsalvador.com.br

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção.

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0