Sem categoria

Usar dextrose engorda?

dextrosePara que seja definido se a dextrose engorda ou não é preciso esclarecer sobre alguns pontos importantes envolvidos nessa relação entre o consumo, a necessidade e a forma de aproveitamento pelo corpo.

Primeiramente é preciso saber o que é a dextrose.

A dextrose é um carboidrato simples constituído por uma molécula de glicose hidratada, isso facilita sua absorção e promove o rápido aproveitamento dessa molécula pelo nosso organismo, servindo principalmente como fonte de energia.

Outro ponto importante envolvendo o consumo desse carboidrato é que por ser de tão rápida absorção ele é capaz de promover um pico de insulina bem elevado. A insulina, por sua vez, é um hormônio potencialmente anabólico, e isso quer dizer que ele vai favorecer a formação dos tecidos de forma gera, promove a síntese de glicogênio, gordura e proteína.

Considerando no âmbito da atividade física, existe uma grande importância no consumo do carboidrato, tanto no pré-exercício para garantir energia durante o treino, quanto no momento pós-exercício- principalmente para o uso da dextrose- com objetivo de favorecer a recuperação do estoque de glicogênio degradado durante a atividade e o estímulo a síntese proteica (promoção do ganho de massa muscular). Entretanto um estímulo muito elevado à insulina interrompe um processo natural de queima de gordura no momento pós-exercício. Outros tipos de carboidratos vêm sendo proposto para atenuar esse efeito de picos na insulina.

É possível ainda que o excesso de glicose disponível no organismo promova um ganho de gordura, mais de forma muito específica (em situações de muito excesso), pois segundo Lanchar Jr (2012) a glicose absorvida neste caso é convertida em ácidos graxos e triglicerídeos pelo fígado. Isso ocorre, pois o fluxo aumentado de hexoses pela via das pentoses garante uma produção aumentada de NADPH para a síntese de ácidos graxos. Após a formação os triglicerídeos formados no fígado são lançados na circulação como VLDL, forma pela qual são transferidas para o tecido adiposo.

Mas calma! O carboidrato não é um vilão! O tipo do carboidrato, o momento em que é consumido e a quantidade ingerida é que são os fatores primordiais para o equilíbrio da dieta.

O carboidrato é importante para a manutenção da atividade física e recuperação em diversos aspectos. E o fator direto para o ganho de gordura é o desbalanço entre o consumo e o gasto energético. Desse modo, consultar um nutricionista é fundamental para adequar às suas necessidades específicas e os tipos de carboidratos mais indicados em cada momento de sua vida. 

 

Aline Aline Pereira faz parte da equipe de Nutrição da SNC de Salvador. Ela é graduanda em Nutrição pela UFBA.

 

 

 

 

 

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail  nutricao@sncsalvador.com.br  .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.