Sem categoria

Faseolamina e os “Starch blockers”

 

FaseolaminaDe acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 180 milhões de pessoas em todo o mundo são portadoras de Diabetes mellitus com provável aumento para mais que o dobro em 2030, A obesidade é um grande perigo para a saúde, com o aumento do risco de doença cardiovascular (doença cardíaca e acidente vascular cerebral, principalmente), diabetes tipo 2. Segundo estimativa da OMS, em 2005, cerca de 1,6 bilhão de adultos em todo o mundo estava com sobrepeso e pelo menos 400 milhões eram obesos. (Pereira 2010, Udani,2011)

A maioria dos carboidratos que fazem parte da dieta ocidental são compostos principalmente de unidades de monossacáridos, que são absorvidas rapidamente e são considerados como “alto índice glicêmico”. Os carboidratos que são absorvidos mais lentamente são considerados “Baixo índice glicêmico”. O índice glicêmico (IG) é definido como a área sob a curva de glicose no sangue após a ingestão de comida teste, um carboidrato de referência (glicose ou pão branco). Alimentos de baixo IG (<55) incluem vegetais, iogurte sem açúcar e macarrão enriquecido em proteínas. Alimentos de alto IG (> 70) incluem pão branco, alimentos industriais e batata cozida.

O alto consumo de carboidratos simples faz com que haja aumento de açúcar no sangue, aumento na liberação de insulina, com rápida reposição de glicogênio muscular e hepático, sendo assim o carboidrato excedente forma TAG (gordura) e se acumula no tecido adiposo. Além de aumentar a possibilidade de doenças doenças crônicas como diabetes e doenças cardiovasculares.

A digestão dos carboidratos começa na boca, com a amilase secretada pelas glândulas salivares (ptialina), responsável por apenas 5% da quebra dos carboidratos. E continua no intestino delgado através das amilases e glicosidades presentes. A alfa-amilase quebra os carboidratos em oligossacarídeos e as glicosidases presentes na borda em escova completam a digestão em monossacarídeos para serem absorvidos.

Dietas suplementadas por “starch blockers”, como são popularmente denominados os inibidores de α-amilase, tem sido adotadas de forma crescente. Dentre eles podemos citar a faseolamina. A faseolamina é uma glicoproteína oligomérica que tem a função de inibir a atividade da α-amilase, através da formação do complexo enzima-inibidor.(GOLVEIA, 2013). É encontrada no trigo, cevada e Feijão branco.

Segundo Barret e Udani,2011 Após ingestão de 50 g de amido de arroz e ingestão do inibidor da amilase (5g ou 10g extrato de feijão branco). O extrato reduziu a atividade da amilase no duodeno, jejuno e íleo em mais do que 95%, atuou durante os primeiros 15 minutos até duas horas após da ingestão. Aumentando os níveis de carboidrato para a parte distal do intestino delgado por 22 a 24% (medido pelo tubo oro-ileal) e com aumento da concentração de hidrogênio no hálito de 30 a 90 minutos após a refeição. Sendo assim, entende-se que houve comprometimento da absorção do carboidrato.

Um estudo de longo prazo foi realizado durante 3 semanas com 6 diabéticos do tipo II. Os participantes receberam extrato de feijão branco para reduzir o aumento de glicose no plasma pós-prandial. Como resultado, houve reduções significativas na glicose pós-prandial,  péptido-C, insulina e polipéptido inibidor gástrico juntamente com um aumento significativo na excreção de hidrogénio na respiração. Sintomas como diarréia e desconforto gastrointestinal ocorreram no primeiro dia de administração do inibidor e resolvidos ao longo dos próximos dois dias.

O uso da faseolamina como fator regulatório da digestão e absorção dos carboidratos parece ser uma alternativa viável. Os estudos demonstram maior controle da glicose pós-prandial e resposta insulínica. Consulte o seu nutricionista para fazer uma estratégia adequada.

 

Cassio Cássio Niela faz parte da equipe de Nutrição da SNC de Salvador. Ele é graduando em Nutrição pela UNEB.

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail  nutricao@sncsalvador.com.br .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.