DETOX – MUITO ALÉM DA MODINHA

ID-100145188A dieta DETOX atualmente está na moda, sendo assunto entre grupos de amigos, redes sociais, capas de revistas e programas de televisão, mas afinal, o que é a DETOX e qual a sua verdadeira finalidade?

A dieta DETOX é um procedimento de detoxificação e biotransformação hepática, visando a redução das propriedades tóxicas ou biologicamente ativas de determinadas substâncias (xenobióticas) por meio de alterações químicas induzidas no corpo. A ideia de detoxificação é de limpeza do organismo, sendo muito utilizada em povos da antiguidade que acreditavam que dessa maneira iriam conseguir a purificação da alma.

Os agentes xenobióticos são quaisquer substâncias químicas ou moléculas estranhas ao organismo, originada externamente como os metais tóxicos, medicamentos, aditivos alimentares, agrotóxicos, álcool, poluentes do ar, tabagismo, entre outros ou internamente como os erros inatos do metabolismo, desequilíbrio metabólico, substâncias produzidas pela microbiota intestinal, não possuindo um papel fisiológico conhecido, podendo causar danos ao sistema biológico, alterando a homeostasia de diversas funções do corpo.

A detoxificação ocorre em todas as células, mas principalmente nas do fígado que contém cerca de 60% das enzimas de biotransformação e intestino que possui 20% delas, contudo, nos pulmões, rins, cérebro, células imunológicas e pele são outros locais de intensa detoxificação.

As reações de detoxificação ocorrem em três fazes: Fase I, conhecida como biotransformação ou bioativação, na qual ocorrem reações de hidrólise, oxidação ou redução, possibilitando a transformação de substâncias apolares em polares  e um grupo de radicais livres, sendo o citocromo P450 o principal sistema enzimático para esse processo. A fase II, conhecida como conjugação ou bioinativação tem o objetivo de transformar as toxinas ativadas (metabólitos reativos) formadas na fase I para serem eliminados, sendo realizadas por enzimas transferases, tendo como resultado final dessa fase metabólitos não reativos. A fase III é o processo de excreção dos metabólitos que ocorre principalmente através da bile e da urina.

Para que realmente ocorram essas reações de forma eficaz é necessário a modulação alimentar, como a retirada de produtos industrializados, alimentos alergênicos (frutos do mar, amendoim, glúten, laticínios), gluatamato monossódico, bebidas alcoólicas, cafeína, frutas cítricas, leguminosas, sendo que, o consumo de frutas e vegetais é de fundamental importância para o processo de detoxificação, pois, são ricos em compostos como vitaminas, minerais que serão cofatores e coenzimas para a realização das diferentes etapas do processo de biotransformação e bioinativação dos xenobióticos, possuindo também  uma potente ação antioxidante que neutralizarão os metabólitos reativos da fase I.

Dependendo dos hábitos diários como alto consumo de produtos industrializados, junkies foods, frituras, alimentos ricos em resíduos de agrotóxicos, consumo de bebidas alcoólicas, fumo, exposição solar, exercícios físicos intensos, cotidiano estressante, alto consumo de medicamentos, alergias e intolerâncias alimentares, reações negativas a cafeína, alterações gastrointestinais entre outros, a dieta de DETOX seria um método muito eficiente para a limpeza do organismo e eliminação das toxinas, possibilitando uma melhora na qualidade de vida.

 

MayaraMayara Cardoso faz parte da equipe de Nutrição da SNC de Salvador. Ela é graduanda em Nutrição pela UNEB.

 

 

 

 

 

 

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail  nutricao@sncsalvador.com.br .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *