HIPERPROTEICOS: POR QUE USAR E QUANDO USAR?

FitnessHá uma importante relação entre a nutrição e a atividade física, porque a capacidade de rendimento do organismo melhora através de uma nutrição adequada, com a ingestão equilibrada de todos os nutrientes, sejam eles carboidratos, gorduras, proteínas, minerais e vitaminas.

Os suplementos hiperproteicos são em sua grande maioria compostos com um blend de proteínas de diversos tempos de absorção, sendo as mais utilizadas as que possuem um elevado valor biológico como  proteína concentrada do soro do leite, Proteína isolada do soro do leite, Proteína da clara do ovo, Caseína, Caseinato de cálcio, proteína da soja, proteína do trigo, entre outras.  Esses suplementos alimentares podem conter também carboidratos, vitaminas, minerais e gorduras, em uma proporção muito menor em relação as proteínas.

As proteínas respondem pelo suprimento adequado de aminoácidos essenciais que garantem o crescimento, desenvolvimento e reconstituição tecidual como a musculatura esquelética de indivíduos praticantes de atividades físicas regulares, por isso a importância de consumir alimentos proteicos em todas as refeições, para garantir a aminoacidemia sanguínea.

As proteínas de alta qualidade intactas são efetivamente utilizadas para a manutenção, reparação e síntese de proteínas musculares esquelético em resposta ao treinamento, o teor de leucina das proteínas de alto valor biológico, que possui um importante papel na indução pelo MPS alvo da via da rapamicina em mamíferos (mTOR ).

Apesar de terem proteínas com diferentes velocidades de absorção (rápida, média e lenta), os hiperproteicos devem ser utilizados em momentos específicos, como por exemplo, longe dos treinos, pois, mesmo tendo whey protein em sua composição, a proteína mais adequada para o momento de pós treino, a quantidade existente não será de fato tão efetiva para o estímulo a síntese proteica nesse período e os outros compostos presente nesse suplemento alimentar irá afetar a velocidade de absorção dessa fração proteica.

É muito importante ter o estímulo de síntese proteica durante todo o dia, e não apenas em  um determinado momento como no pós-treino, por isso, uma mistura de proteínas com velocidades absortivas diferentes e a diversidade das características de distintas fontes proteicas, como através da ingestão de hiperproteicos nos momentos anteriores ao descanso noturno e em longos períodos de jejum viabilizaria um período de maior anabolismo e menor degradação proteica.

 

MayaraMayara Cardoso faz parte da equipe de Nutrição da SNC de Salvador. Ela é graduanda em Nutrição pela UNEB.

 

 

 

 

 

 

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail   nutricao@sncsalvador.com.br  .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção.

 




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *