Sem categoria

Hidratação e repositores hidroeletrolíticos

ID-100253362Durante atividades físicas prolongadas é comum a ocorrência de perda de líquidos e sais minerais através da transpiração. A transpiração ocorre como uma estratégia do corpo para minimizar o aumento de temperatura causado pela atividade física, em um mecanismo conhecido como termorregulação. No entanto, a medida que o exercício é prosseguido, essa perda de líquidos pode caracterizar um estado de hipohidratação e diminuir a eficiência da capacidade de manutenção da temperatura corporal, causando aumento na frequência cardíaca, na pressão arterial, na percepção subjetiva de esforço, forçando o atleta a interromper a atividade precocemente. Por esses motivos é essencial que ocorra a reidratação durante toda a atividade física.

Todavia, a reidratação deve ser feita com cautela, respeitando as características individuais do atleta e a duração e tipo da atividade envolvida, visto que com a transpiração não perdemos apenas água, más também sais minerais. Essas informações são relevantes pois a perda de sais minerais ou consumo excessivo de água pura podem causar uma alteração fisiológica conhecida como Hiponatremia.

A Hiponatremia é uma condição causada pela diminuição da concentração de sais minerais no sangue, tendo o Sódio (Na) um papel de destaque nesse tema. Quando as concentrações dos sais sofrem uma queda brusca, causam alterações no organismo permitindo uma entrada excessiva de água no cérebro, que pode causar tontura, fraqueza, dor de cabeça, convulsão e, em casos extremos, levar a óbito.

Algumas pessoas possuem uma sudorese excessiva ou perdem mais sais que os demais no suor e, portanto, são sujeitos mais susceptíveis ao quadro de hiponatremia. A duração e intensidade da atividade também possuem um papel determinante para o aparecimento do quadro, sendo mais prevalentes em atividades de endurance e com duração acima de 90 minutos.

Para garantir uma hidratação adequada e evitar o quadro de hiponatremia durante a atividade, foram desenvolvidos os “Sport drinks”, que são os repositores hidroeletrolíticos com a função de hidratar e repor os sais minerais perdidos durante a atividade física. Além disso, alguns repositores ainda possuem a adição de carboidratos e proteínas com o intuito de melhorar o desempenho do atleta ou garantir uma melhor recuperação pós-treino, minimizando o catabolismo muscular e promovendo uma melhor síntese de glicogênio.

Alguns estudos sugerem uma ingestão de 10 a 15 gramas de carboidratos a cada 15 minutos e de 0,2 gramas de proteína por cada quilo de peso do atleta durante exercícios de endurance e com duração acima de uma hora, com o objetivo de maximizar a performance e reduzir os desgastes causados pela atividade física.

Há atualmente no mercado diversos tipos de repositores hidroeletrolíticos com composições e estados físicos diferentes, ideais para cada tipo de atividade ou duração. Para conhecer os repositores ou verificar as suas necessidades consulte o seu nutricionista.

 

Victor Neves  faz parte da equipe de Nutrição da SNC de Salvador. Ele é graduando em Nutrição pela UFBA.

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail   nutricao@sncsalvador.com.br  .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.