A TIROSINA NO ESPORTE

TirosinaA tirosina é um aminoácido não essencial podendo ser sintetizada no corpo a partir da fenilalanina, e é encontrada, também, em muitos alimentos ricos em proteínas, como leite e derivados, produtos derivados da soja, carnes, amendoim e abacate.

A tirosina é precursora das catecolaminas dopamina, noradrenalina e adrenalina, sendo a dopamina um importante neurotransmissor do sistema nervoso central (SNC), envolvido no controle motor, funções endócrinas, cognição, compensação e emotividade.

Estudos em humanos mostraram que a suplementação de tirosina atenuou declínios na função cognitiva em situações de privação de sono e em voluntários que sofriam de estresse crônico. Mas, os poucos estudos que usam protocolos de exercício físico não têm demonstrações conclusivas dos efeitos benéficos dessa suplementação. Porém, é importante lembrar que algumas condições aumentam a atividade das catecolaminas cerebrais e sua síntese pode ser limitada pela disponibilidade de tirosina. O aumento da dopamina cerebral já foi mostrado como possível atenuador de sinais inibidores do SNC, promovendo maior motivação e resistência ao exercício prolongado.

A suplementação de tirosina, nos estudos experimentais, gera aumento da concentração desse aminoácido no plasma, da relação tirosina/aminoácidos neutros e sem interferência na relação triptofano/aminoácidos neutros. Visto que a fadiga central, que tem como consequência diminuição da capacidade funcional de manter o rendimento esperado durante um exercício físico,  ocorre por diversos fatores, como o aumento na proporção de concentração triptofano para os aminoácidos neutros no sangue, a suplementação de tirosina pode ser um fator benéfico para prevenção do aparecimento da fadiga central.

O triptofano é o precursor da serotonina no cérebro e já foi constatado que, um aumento na concentração de serotonina, durante exercício físico intenso e prolongado, relaciona-se com desenvolvimento da fadiga, e consequente diminuição do desempenho.

 Por isso, tanto no exercício intenso e prolongado quanto em ambientes estressores, pode haver uma maior necessidade de tirosina no cérebro, visto ser uma substancia precursora da dopamina, podendo esse aminoácido ser limitante para a síntese de dopamina e sua liberação.

 

MarinaV Marina Vilpert faz parte da equipe de Nutrição da SNC de Salvador. Ela é graduanda em Nutrição pela UFBA.

 

 

 

 

 

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br.

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *