Sem categoria

Aditivo Alimentar: Você sabe o que é?

CHUMBO NOS ALIMENTOS

Aditivo alimentar é qualquer ingrediente adicionado intencionalmente a um alimento geralmente para preservar ou melhorar a sua qualidade, através de modificações das características físicas, químicas, biológicas ou sensoriais. Pode ser empregado em qualquer etapa da produção, desde a fabricação até a manipulação de um alimento. É utilizado com o intuito de aumentar o tempo de validade, melhorar a apresentação e o sabor dos produtos alimentares.

No Brasil a Agencia Nacional de Vigilância Sanitária é responsável por todos os regulamentos técnicos sobre aditivos, visando proteger a saúde do consumidor. O limite máximo de uso dos aditivos é determinado através dos valores de recomendação diária aceitável (IDA).

Cada aditivo alimentar é conhecido internacionalmente através de um código que é baseado no Sistema Internacional de Numeração (INS) para identificação dos ingredientes no lista de ingredientes como alternativa à declaração do nome específico do aditivo.

No âmbito da nutrição esportiva, observa-se, no entanto que não há na legislação brasileira nenhuma recomendação para o uso de aditivos alimentares em suplementos nutricionais, que são alimentos que servem para complementar com calorias e ou nutrientes a dieta diária de uma pessoa saudável, nos casos em que sua ingestão, a partir da alimentação, seja insuficiente, ou quando a dieta requer suplementação. Atualmente, a busca incessante de novos recursos para melhorar a performance de atletas e indivíduos que buscam melhor qualidade de vida e condicionamento físico, torna cada vez mais comum o uso de suplementos associado a um plano alimentar equilibrado.

No entanto, estas substâncias químicas podem causar reações adversas, mesmo que para uma pequena parcela da população. Intolerância alimentar é um dos problemas mais frequentemente associados aos aditivos, sendo os sintomas mais decorrentes a diarreia, náuseas e dor abdominal. A longo prazo, o uso abusivo de aditivos está relacionado a alterações comportamentais, mutagenicidade, carcinogenicidade observada a longo prazo e efeitos teratogênicos no período gestacional.

Dentre as categorias de aditivos alimentares mais utilizados entre os suplementos nutricionais, estão os edulcorantes, que são substâncias que diferem dos açúcares que confere sabor doce ao alimento. O consumo crônico é relacionado a efeitos à saúde humana, como desenvolvimento de câncer, aumento no apetite e ganho de peso. A sucralose e o acessulfame de potássio (acessulfame k) são tipos de edulcorantes muito utilizados nos produtos alimentícios, são mais doces que a sacarose.

Diversos estudos demonstram que o consumo de edulcorantes está relacionado ao aumento do apetite, contribuindo para o ganho de peso. O sabor potencialmente doce pode incentivar o desejo por açúcar e a compulsão por doces; e também podem afetar as respostas glicêmicas e hormonais a uma carga oral de glicose.

Diante da atual situação de ausência de legislação que norteie a utilização apropriada de aditivos alimentares entre os diversos suplementos nutricionais, surge a preocupação do possível uso indiscriminado com o intuito de protelar a validade, melhorar a apresentação e palatabilidade de produtos alimentícios. Para evitar a exposição aos riscos que estes causam à saúde humana, é importante a análise dos ingredientes contidos nos suplementos que estão sendo consumidos e sempre que possível, variar de produto; evitando desta forma, a exposição contínua aos mesmos componentes químicos.

 

Ellen Góes  faz parte da equipe de Nutrição da SNC de Salvador. 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail    nutricao@sncsalvador.com.br.

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

 

 

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.