Sem categoria

Cafeína de liberação gradual

cafeina

A cafeína é um alcalóide que pertence ao grupo das metilxantinas, é um dos ingredientes mais consumidos no mundo, em que em torno de 80% da população mundial ingere pelo menos um produto que contém cafeína por dia, além disso, este produto está presente nas três bebidas mais consumidas do mundo, que são o café, o chá e os refrigerantes. Uma vez ingerida a cafeína vai ser rapidamente absorvida no trato gastrointestinal e através da veia porta vai ser metabolizada no fígado, gerando três metabólitos: 3,7-dimetilxantina (teobromina), 1,7-dimetilxantina (paraxantina), e 1,3-dimetilxantina (teofilina).

A cafeína exerce diversas funções no nosso organismo, como: melhora do humor, melhor desempenho no exercício, atenção, tempo de reação, estado de alerta, além destes, pesquisas sugerem que a cafeína pode ajudar a reduzir os sintomas associados à doença de Parkinson. Não menos importante é pertinente ressaltar a ação da cafeína contribuindo para o aumento do gasto energético.

O balanço energético é um dos principais determinante da regulação do peso. Neste contexto, a cafeína tem demonstrado o seu papel no aumento da taxa metabólica, gasto energético, oxidação lipídica e nas atividades lipolíticas e termogênicas, todos os componentes favoráveis em relação ao controle do peso e possível perda de peso. O mecanismo mais consolidado é no estímulo ao Sistema Nervoso Simpático (SNS), estimulando as catecolaminas, e também na inibição da fosfodiesterase, assim impede a degradação da Amino Cíclico Mono Fosfato (AMPc) por esta. Com o aumento de AMPc há estímulo das Lipases Hormônio Sensíveis (LHS) tendo assim estímulo da lipólise, além disso o AMPc é responsável por manter o  estímulo do SNS.

Com o objetivo de manter por mais tempo os benefícios que a cafeína traz começaram a produzir cápsulas com cafeína de liberação gradual, conhecidas também como time release ou slow release, a finalidade é prolongar as concentrações plasmáticas de cafeína. Enquanto a cafeína tem uma meia vida em torno de seis horas, os efeitos na liberação gradual podem durar até doze horas.

A cafeína é bastante consumida não só para foco e estímulo, também é utilizada como auxílio na perda de peso, e esta em liberação gradual pode favorecer mais ainda essa redução de medidas, por manter as concentrações plasmáticas por mais tempo e em quantidade maiores quando comparadas com as cápsulas de cafeína normais.

Naia Ferreira faz parte da equipe de Nutrição da SNC de Salvador. 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail       nutricao@sncsalvador.com.br  .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

 

4 comentário

Thiago 5 de outubro de 2015 at 19:46

Muito bom o site e muito legal a questão colocada sobre a altoria do texto.

Responder
Lara Cerqueira 6 de outubro de 2015 at 12:40

Olá, Thiago!
Que bom que gostou. Agradecemos o interesse!
Estamos a disposição para maiores esclarecimentos sobre suplementação.

Responder
Jefferson Aragão 7 de novembro de 2016 at 13:07

Por favor, a cafeína tem efeito diurético desfavorecendo seu uso por Ultramaratonistas e em treinos longos acima de 3-4hs de atividade??

Responder
VITORIA MELO 30 de novembro de 2016 at 10:35

Olá Jefferson, obrigada pelo contato. Nós temos um texto esclarecendo essa questão sobre o efeito diurético da cafeína no exercício físico. Segue o link: http://sncsalvador.com.br/o-efeito-diuretico-da-cafeina-pode-afetar-o-desempenho/

Estamos disponíveis para maiores esclarecimentos.

Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.