Sem categoria

Creatina? Proteína? Saiba o que o que realmente pode causar problemas para seus rins.

proteina-620x270Os suplementos alimentares ganharam grande destaque no cenário mundial pelos seus efeitos positivos em diversas situações: ganho de massa muscular, perda de gordura, melhora no desempenho, entre outros. Muitos desses produtos são feitos a partir de alimentos que consumimos no nosso dia-a-dia, como a Whey que é fabricado a partir do leite, Albumina que provêm do ovo, Waxy Maze que é produzido a partir do milho e muitos outros produtos.

Outros suplementos, são sintetizados, como é o caso da glutamina, arginina, creatina entre outros, porém sua segurança é assegurada de acordo com evidencias científicas. É fundamental, que as autoridades estejam atentas para combater diretamente, a produção e a comercialização de suplementos considerados proibidos, que contém substancias que prejudicam a saúde, como é o caso da efedrina, 1-3 dimetilamina, metilona, metoxatamina etc.

Entretanto, infelizmente, muitas declarações equivocadas são feitas, afirmando que o uso de alguns suplementos como é o caso da creatina e das proteínas, causariam problemas renais. Uma avalanche de artigos científicos é publicada todos os anos, e já é consenso de que a suplementação de creatina ou proteína, não causa nenhum tipo de problema renal. O que acontece na realidade, em alguns casos, é que há um aumento da taxa de filtração glomerular, contudo, tal situação necessariamente não levará a um problema renal. A ciência é totalmente mutável, o que hoje é verdade absoluta, amanhã pode não  ser mais, porém as evidências científicas que temos atualmente confirmam a segurança desses dois tipos de suplementos, especialmente falando. Entretanto, há uma situação crucial que pode levar sim, a problemas renais sérios, muitas vezes irreversíveis: A hipohidratação.

A hipohidratação se caracteriza como uma situação a qual nosso corpo possui uma quantidade de líquidos, abaixo do normal. A baixa ingestão de água pode levar a este quadro. Nossos rins desempenham um papel fundamental na regulação da osmolaridade sanguínea através da filtração do sangue. Quando o indivíduo se apresenta em um estado de hipohidratação, ocorre uma diminuição da volemia associado a um aumentando da osmolaridade sanguínea. Nesse estado, os rins não conseguem excretar de forma correta as substancias que estão em excesso. A falta de líquidos pode levar a formação de cálculos renais que, se não tratado, podem acarretar em falência renal. Além disso, com a hipohidratação, nossos rins ficam mais expostos a certas toxinas, podendo causar lesões renais. Além de problemas renais, diversas outras complicações podem surgir como consequência da hipohidratação, são eles: problemas cardíacos, hipertensão, doenças bronco pulmonares, fibrose cística, constipação, câncer, entre outros. Em relação a atividade física a hipohidratação é um fator limitante no desempenho dos indivíduos. A não reposição hídrica de forma correta pode levar o praticante à fadiga precoce ou ate mesmo a problemas cognitivos.

Nosso corpo é capaz de ficar semanas sem se alimentar, porém não podemos ficar dias sem beber água, desse modo a hidratação se torna um dos fatores cruciais, não só para manter uma boa integridade renal, mas também de todo o nosso corpo. Para saber mais sobre ingestão hídrica e sobre a inclusão de suplementos alimentares, associado a uma dieta balanceada, procure um Nutricionista.

Rafael Fildes  Rafael Fildes faz parte da equipe de nutrição da SNC Salvador

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail            nutricao@sncsalvador.com.br         .

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma notícia e/ou promoção

 

 

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.