Sem categoria

Carboidrato: Vilão ou mocinho?

Com a nova onda do padrão fitness e o percentual de gordura menor possível, o macronutriente mais temido nos últimos anos é o carboidrato. Onde quer que você vá, tem sempre alguém que de alguma forma sabe como perder gordura restringindo carboidratos de todos os tipos, fazendo as famosas dietas low carb ou zero carbo. Mas para que serve esse carboidrato e qual a real importância dele?

O carboidrato é um macronutriente que possui a capacidade de gerar energia a partir da sua cadeia química, sendo fundamental para todas as atividades que requerem energia, como correr, levantar, pensar e (pasme) até mesmo para queimar gorduras. Quem diria não?

Para que seu músculo consiga utilizar as gorduras como fonte de energia você precisa de carboidrato ou o único substrato que pode substitui-lo nessa função: As proteínas. Então podemos dizer que o carboidrato protege a massa magra, ajudando na queima de gordura.  Mas então porque existe esse preconceito contra o carboidrato? 

O que acontece é a falta de informação que acomete as pessoas que difundem esta ideia, o grande problema do carboidrato é fazer a sua seleção e não em consumi-lo.  Existem diversos tipos de carboidrato como você já deve ter lido em algum lugar: Açúcar de mesa,arroz branco, macarrão, dextrose, Maltodextrina, Waxy Maize, Batata doce e etc. Todos são carboidratos diferentes entre si, e apesar de ter a mesma classe são absorvidos no nosso corpo de forma diferente.

Quanto mais complexo é um carboidrato mais lento ele é absorvido. Isso significa que quanto mais fibra (como a batata doce) e menos refinado ele é, mais difícil é sua digestão, pois o corpo precisa separar “o joio do trigo” e causa uma entrada mais lenta na corrente sanguínea, o que dá tempo para o corpo responder a este estimulo queimando mais calorias em forma de gordura e mantendo o equilíbrio.

Já os carboidratos mais refinados (como açúcar de mesa, pão, arroz branco e por ai vai) tem uma entrada rápida na corrente sanguínea, o que impossibilita o corpo de gastar tão rapidamente e acaba transformando em gordura. Mas também não é sempre que esse carboidrato é estocado: Quando o individuo em questão é praticante de atividade física intensa como corrida ou até mesmo uma musculação cansativa, o carboidrato serve para repor a energia gasta.

Portanto, não é que uma dieta low carb ou zero carb está errada, muito pelo contrário. Existem efeitos ótimos com essas dietas, mas sempre em acompanhamento com um profissional de nutrição.

 

Este texto foi escrito por Lucas Oliveira. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)

2 comentário

Meyat 24 de outubro de 2015 at 21:15

Ole1. me chamo Dayana e gostaria de mais inofrmae7f5es do q sobre almentos sem gluten, mas tipo alimentos faceis, coisas q posso subsitituir em casa mesmo,,ObrigadaDayana lemos

Responder
Lara Cerqueira 26 de outubro de 2015 at 14:51

Olá Dayana,
Seguem algumas alternativas de carboidratos alimentares que podem substituir aqueles que contém glúten: banana da terra, batata doce, tapioca, aipim, milho, frutas, etc.
Os alimentos fontes de glúten são o trigo, centeia, cevada, mate e algumas aveias.
OBS: Esteja atenta aos rótulos dos produtos industrializados, pois o glúten também é utilizado para gerar estabilidade de alguns produtos.

Estamos a disposição para maiores esclarecimentos.

Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.