Sem categoria

Modulação Insulínica: Da definição à gordura localizada

A insulina é um hormônio anabólico sintetizado e secretado pelas células β do pâncreas e tem como principal função regular a glicose sanguínea. Esta regulação da glicemia realizada pela insulina é caracterizada pela rápida redução dos níveis perigosos e tóxicos da glicose sanguínea para níveis basais. Além da secreção da insulina estimulada pela glicose, outros fatores também regulam a sua secreção como, por exemplo, o aumento da concentração de aminoácidos, de ácidos graxos e de cetoácidos, a acetilcolina (estimulação nervosa) e glucagon (hormônio antagônico à insulina). Como fatores inibitórios podem ser citados a redução da glicemia, o jejum, a somatostatina e o próprio exercício físico.

O papel mais importante da insulina, como já foi citado acima, é a regulação da glicemia. Entretanto, este não é o único papel deste hormônio. A insulina é responsável pelo aumento na captação de glicose (o que é óbvio, pois ela reduz a glicemia) tanto no músculo quanto no tecido adiposo; aumenta a formação de glicogênio muscular (em outras palavras, aumenta o estoque endógeno de glicose); por estimular a síntese de glicogênio, inibe a degradação do glicogênio – glicogenólise – além de inibir a síntese endógena de glicose (gliconeogênese). Associado a essas funções da insulina, encontramos outras ações da mesma que são a chave para o que será discutido adiante, por exemplo, o estimulo da enzima Lípase Lipoproteica dos adipócitos, estimulando assim a remoção de gordura da corrente sanguínea aumentando o seu estoque (tecido adiposo); aumento na síntese de triglicerídeos; inibição da degradação da gordura; aumento da síntese de gordura no fígado a partir da glicose; estimulo à síntese de colesterol e a utilização da glicose (ao invés da gordura) como fonte energética muscular.

Analisando as diversas funções da insulina e o seu papel no metabolismo energético é possível perceber que em altas concentrações ocorre uma alteração drástica na utilização de macronutrientes como fonte energética. Acompanhando a mudança nos hábitos alimentares e no estilo de vida atual (principalmente o ocidental) é visível que a ingestão de carboidrato (mais especificamente os carboidratos simples) vem aumentando cada vez mais. O aumento na ingestão de carboidratos simples associado a um estilo de vida sedentário é a fórmula perfeita para quem quer alcançar a obesidade. Como isto é possível? Simples! O carboidrato simples irá aumentar a secreção da insulina, proporcionando assim uma inibição na utilização de gordura como fonte energética e aumentando a sua síntese (lembrando que, no dia a dia a gordura é a principal fonte energética – tema para a próxima postagem), além de estimular a utilização de glicose como fonte energética. O pequeno gasto energético propiciado pelo sedentarismo irá estimular ainda mais a conversão de glicose em gordura, uma medida de armazenar energia para situações futuras, que é excelente para quem busca a obesidade. Entretanto, a obesidade não é tão bem quista assim, não é verdade?

A modulação da insulina é essencial para o controle de peso. Estratégias devem ser realizadas visando a individualidade e objetivo do paciente para que o mesmo obtenha excelentes resultados. Essas estratégias não apresentam apenas quantidades de macronutrientes, mas também o tipo (p. e. carboidrato simples ou complexo) e o momento certo da sua ingestão. Entretanto, a restrição do carboidrato também pode ser um bom caminho para quem tem como objetivo a perda de peso. Consulte um nutricionista e construa a melhor estratégia para você!

Este texto foi escrito por Daniel Franco. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.