#maislife Suplementos

Quem pode utilizar whey?

O whey protein é o suplemento mais conhecido e consumido no mundo, porém a veiculação de notícias sensacionalistas vem confundindo a população acerca de seus benefícios e riscos à saúde. O whey protein é um suplemento obtido do processo de desidratação do soro do leite, e que pode ser submetido a uma filtragem, obtendo a porção isolada e isenta de lactose e gordura, e/ou processo de hidrólise onde a proteína é quebrada em pequenos pedaços aumentando a velocidade de absorção.

O whey contém todos os aminoácidos essenciais, que são aqueles que precisam ser ingeridos diariamente, e é rico principalmente em Leucina, o aminácido que mais estimula a síntese de proteína muscular. Por isso seu uso é bastante difundido por atletas e praticantes recreacionais de atividades física, porém esta não é nem de longe a única utilidade desta proteína.

Há inúmeras aplicações clínicas para o whey protein, como redução da adipogênese através da inibição de hormônios calcitrópicos, melhora da saúde óssea por aumentar a biodisponibilidade do cálcio, prevenção e redução da sarcopenia em idosos, aumentando a função muscular e melhorando qualidade de vida, auxilia no controle de hipertensão, reduzindo a conversão da angiotensina I em angiotensina II, que diminui o calibre dos vasos sanguíneos, estimula a liberação de hormônios que aumentam a saciedade, como o GLP-1 e a CCK, aumenta os níveis de glutationa no sangue conferindo defesa contra radicais livres, e é utilizada para reduzir a perda de massa muscular em pacientes que apresentam doenças extremamente catabólicas como alguns tipos de câncer.
Não há nenhum efeito tóxico ou deletério no consumo de whey protein, salvo em casos de pacientes que possuam uma restrição no consumo de proteína de qualquer ordem, onde, ainda assim a whey pode representar uma boa opção proteica desde que seu consumo esteja calculado dentro dos limites estabelecidos para aquele paciente. Portanto o consumo desta proteína pode ser benéfico independente do grau de treinamento, sexo ou idade.

Vale ressaltar, no entanto, que o consumo excessivo de proteína não irá resultar em benefícios extras ao organismo, o corpo possui um limite de absorção por um determinado tempo, e o excesso será oxidado para obtenção de energia e posteriormente armazenado na forma de gordura. Identificar a necessidade de suplementação assim como calcular a ingestão dos suplementos dentro de uma dieta balanceada é papel do nutricionista e ninguém melhor que ele para orientá-lo.

Este texto foi escrito por Victor “Chan” Neves

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione nome do autor e do site, por favor.

Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (Busque por SNC salvador)

Posts relacionados

Você conhece a Rhodiola crenulata?

Bryan

Peptídeos Bioativos Vegetais

Glenda Oliveira

BPA

Marcelo Caldas

Deixe um comentário