Sem categoria

Conheça a Raspberry ketone

A Raspberry ketone (RK), Cetonas de Framboesa ou 4-(4-hidroxifenil) butano-2-ona é um composto aromático presente em alguns frutos silvestres, como a amora e a framboesa. Esta cetona é responsável pelo aroma frutado das framboesas e amoras, sendo frequentemente utilizada como uma fragrância e sabor agente para cosméticos, perfumes, alimentos e bebidas.
Com a descoberta da semelhança estrutural e química com a sinefrina (que possui efeitos estimulantes, suprime o apetite e aumenta a taxa metabólica basal) e capsaicina (encontrada em algumas pimentas, com o poder de aumentar o metabolismo), a RK começou a ser pesquisada como agente lipolítico. Evidências apontam que quando utilizada em combinação com agentes antiobesidade, promove lipólise e diminuição do peso e gordura corporal.
Cetonas de framboesa funcionam fazendo com que a gordura presente nas células seja quebrada de forma mais eficaz, tal efeito faz o corpo a queimar gordura mais rapidamente. Sua ação é na regulação da adiponectina, uma proteína utilizada pelo corpo para regular o metabolismo.
Ushiki e colaboradores em 2013 realizaram um ensaio clínico que examinou os efeitos antiobesidade da Raspberry ketone. Em quatro semanas de suplementação, a RK mostrou melhorar a perda de peso e gordura corporal significativamente. Porém há pouquíssimas evidências para maiores afirmações. Por possuir propriedades químicas similares a sinefrina, pode causar em alguns casos tremores, e aumento da pressão sanguínea.
As cetonas atuam com a enzima lípase, responsável pela quebra das moléculas de lipídios para a utilização em forma de energia quando necessária, desta forma, quanto se ingere Raspberry ketone, há um aumento da concentração dessas enzimas, otimizando o uso da energia. Mas, as doses necessárias usadas em estudos para potenciar esse efeito são bastante elevadas, já as quantidades de RK presentes nos frutos são muito pequenas.
Mais estudos são necessários para evidenciar os reais efeitos e mecanismos das Cetonas de Framboesa em humanos, mas esta substância já se encontra presente em diversos termogênicos comercializados mundo a fora.

“Este texto foi escrito por Raquel Coelho
 
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
 
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
 
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.