Sem categoria

Carboidratos e emagrecimento

É chegado o verão, praias ficando lotadas e todos querem ter o corpo em dia com definição muscular. Essa definição vem através da diminuição da gordura corporal e manutenção da massa muscular, desta maneira, a escolha dos carboidratos ingeridos tem papel importantíssimo nesse processo. Quem nunca ouviu a frase “A gordura queima em uma chama de carboidrato”? Já se perguntaram por qual motivo isso é dito?
De uma forma metafórica, essa frase diz que para haver a queima da gordura armazenada no corpo, os carboidratos são necessários. Mais especificamente o Piruvato. Importantes para diversas funções corporais, os carboidratos são a nossa principal fonte de energia. Talvez por esse motivo, algumas pessoas tendem a começar uma dieta voltada para o emagrecimento zerando o carboidrato, com a ideia de restringir calorias e queimar mais gordura. E essa seria uma boa estratégia? Vejamos.
No processo de queima da gordura, que envolve o Ciclo do Ácido Cítrico, o primeiro metabólito formado, o citrato, vêm da junção de dois compostos: Acetil-CoA e oxaloacetato. O piruvato, metabólito do fracionamento da glicose é responsável pela concentração desses dois substratos. Ele é capaz de formar o Acetil-CoA através da sua associação com a coenzima-A, em uma reação irreversível, e é capaz também de regenerar o último composto oxaloacetato, através da adição de um grupo carboxila à molécula do piruvato pela enzima piruvato carboxilase. Portanto, dieta restrita em carboidratos, apresentaria menores níveis de oxaloacetato, por exemplo, fazendo com que a queima da gordura se torne um processo mais lento. Manter, mesmo que em baixas quantidades a ingesta de carboidrato, liberaria para o corpo níveis adequados de oxaloacetato fazendo com que o fracionamento da gordura seja intensificado.
De outra forma, por conta dos carboidratos serem responsáveis pelo fornecimento de energia para o corpo, a restrição dietética deste macronutriente de forma abrupta leva a diminuição nos níveis de glicogênio e água, ocasionando queda no rendimento do exercício e podendo aumentar o catabolismo de proteínas levando a perda de massa magra, ou seja, diminuindo o gasto energético de repouso tornando mais difícil ainda o emagrecimento, visto que os músculos são grandes consumidores de energia do corpo. Dietas restritas em carboidratos, se bem planejadas, podem levar sim ao emagrecimento, desde que esta seja uma etapa mais avançada do planejamento dietético para redução da gordura corporal.
De forma inicial, o carboidrato deve fazer parte do plano alimentar e com o passar das semanas serem reduzidos gradualmente até atingir o percentual de gordura desejado. Visando atingir o máximo da sua performance, procure um nutricionista especializado para tratar de forma individualizada a sua dieta.

Este texto foi escrito por Felipe Carpintero, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.