Suplementação com Beta-Alanina

A fadiga muscular é um dos principais fatores que limitam o desempenho físico,  seu aparecimento é mais constantemente relacionado ao acumulo de lactato durante os exercícios. Nesta perspectiva algumas estratégias nutricionais surgiram, como a utilização de substancias tamponantes.
Carnosina é um dipeptídeo com inúmeras funções fisiológicas,  formado pela combinação dos aminoácidos L-histidina e Beta-alanina. Porém a suplementação de carnosina via oral não é um método eficaz para aumentar a carnosina muscular e atingir consequentemente o efeito tamponante deste dipeptídeo, pois antes de chegar no tecido muscular a carnosina ingerida é quebrada pela enzima carnosinase no trato digestório. Além disso, é importante ressaltar que a concentração intramuscular de L-histidina é muito maior que a da Beta-alanina. Deste modo fica evidenciado que o método mais eficaz para o aumento da carnosina muscular seria a suplementação de Beta-alanina.

Os benefícios no desempenho do exercício de alta intensidade e curta duração da suplementação de 4 a 6 g/ dia de Beta-alanina são descritos em diversos estudos por atenuar e retardar fadiga, configurando-se assim como auxílio ergogênico. Os atletas de exercícios aeróbicos também poderiam se beneficiar da suplementação de Beta- alanina, pois segundo determinados estudos, esta suplementação aumentaria a capacidade de Sprint durante o final deste tipo de exercício. Durante competições em que segundos são essenciais, este diferencial teria importância ímpar.

A parestesia é a sensação cutâneas de alfinetada, comichão, vermelhidão, irritação, dormência e dor, este quadro pode ser ocasionado pela suplementação da beta-alanina. Não se caracteriza como efeito colateral, pois não gera outras complicações, mas sim efeito adverso, normalmente observado em indivíduos que consomem mais de 800 mg de Beta-alanina numa forma de libertação rápida. Por esta razão recomendamos o fracionamento em doses menores de 2g, também é indicada a suplementação de Beta-alanina na forma de comprimidos de liberação lenta para evitar os efeitos indesejados da parestesia.

Por fim podemos ressaltar algumas indicações para a suplementação com Beta alanina, segundo diversos estudos esta suplementação alcançaria seu efeito ideal com dose de 4 a 6 g, utilizada de forma crônica em  doses fracionadas de 2 g ou menos, durante no mínimo duas semanas, porém os maiores benefícios encontrados nos estudos foi com suplementação de no mínimo 28 dias. Para melhores resultados e suplementação individualizada, procure seu nutricionista.

Este texto foi escrito por Nathalia Ramos, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *