Substitutos de refeições

Nos dias atuais, com o avanço das novas tecnologias e com as modificações culturais e alimentares, ficou cada vez mais complexo estabelecer um padrão alimentar saudável, com alimentos ricos em vitaminas e minerais, realizar as refeições em ambiente calmo, longe de ruídos e sem pressa. Com isso, foram elaboradas algumas estratégias voltadas para a melhora da manutenção da massa muscular, para a perda de peso e até mesmo para o ganho de peso. Dentre elas, o desenvolvimento dos substitutos de refeições, ou também conhecidos como: “meal replacement”, “MRP”, “shakes”.
A Secretaria de Vigilância Sanitária, do Ministério da Saúde, regulariza os substitutos de refeições através da Portaria nº 30, caracterizando estes como alimentos elaborados e formulados com objetivo de manutenção ou redução do peso corporal por meio da substituição parcial das refeições, comumente substituindo de uma a duas refeições diárias. Ou ainda, para o ganho de peso corporal através da adição de uma ou duas refeições na dieta usual diária.
Para o alimento ser definido como substituto de refeição, deverá fornecer entre 200 a 400 kcal (840 a 1.680 kJ) por porção pronta para consumo. Sendo que, as proteínas devem representar no mínimo 25% e no máximo 50% do valor energético total da porção. E recomendação total diária não deverá exceder 125g diária. Já os lipídeos, devem compor no máximo 30% do valor energético total desses alimentos, sendo no mínimo 3% derivado do ácido linoléico. No que diz respeito às vitaminas e minerais, os substitutos de refeição devem fornecer, no mínimo, 33% da quantidade de vitaminas e minerai
Muitos dos autores trazem a utilização de dietas altamente restritas em calorias proporcionam a perda de peso, porém, o reganho desse peso é também observado logo após essas estratégias.
A maioria dos autores afirma que os substitutos de refeição para o emagrecimento não são de toda certeza eficazes. Devido ao fato de que a manipulação da caloria ou dos macronutrientes, não são como receitas de bolo, definitivas e eficazes para qualquer um. É necessária a elaboração do planejamento dietético individualizado e equilibrado, o incentivo à realização de exercícios físicos, e a aceitação do plano nutricional proposto.
Os substitutos de refeições podem ser utilizados para melhorar o desempenho, auxiliar no complemento do plano alimentar, promover ganho ou perda de peso, a depender do planejamento nutricional. Para isso, é importante que o profissional responsável avalie de maneira individual e levando em consideração as particularidades habituais, culturais e fisiológicas do indivíduo.
Este texto foi escrito por Gabriel Medrado, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *