Sem categoria

Quitosana e emagrecimento

A quitosana é um copolímero de glicose proveniente da carapaça de crustáceos. É reportada na literatura por possuir alta afinidade por gordura, formando complexos de diminuem a absorção intestinal e aumentam a excreção fecal desse macronutriente. Apesar de reduzir a absorção da gordura, esses complexos possuem um trânsito intestinal lento, o que impede o quadro conhecido como esteatorreia e permite que bactérias fermentem os complexos, apresentando um caráter seletor da microbiota intestinal.

Estudos publicados nos últimos anos vêm analisando outras propriedades anti-obesogênicas da quitosana, como redução de marcadores inflamatórios, e ativação de cascatas de sinalização que evitam a hipertrofia das células gordurosas e dificulta a lopigênese (acréscimo de gordura na célula).

Em um estudo publicado em fevereiro de 2015, Chiu e colaboradores verificaram que a suplementação de quitosana impediu o aumento da gordura corporal de ratos em dietas hipergordurosas, além de impedir o aumento do colesterol total e aumentar a taxa de quebra das gorduras e atenuar a expressão de genes relacionados ao acréscimo da gordura.

Egan e colaboradores verificaram que a suplementação de quitosana para porcos, foi capaz de reduzir o apetite através do aumento de leptina, um hormônio relacionado à saciedade, reduzir massa corporal, e causar alterações na microbiota intestinal, reduzindo as concentração de bactérias do gênero Firmicutes  e aumentando as concentrações de Bifidobacterium. As bactérias do gênero Firmicutes são mais eficientes na metabolização dos substratos alimentares, causando uma maior absorção de energia, e portanto estão ligadas ao ganho de peso.

Embora esses estudos tenham sido conduzidos em modelo animais, eles são importantes para avaliar o método de atuação da quitosana na redução da gordura corporal. Em um estudo conduzido em humanos na Itália no ano de 2015, Pokhis e colegas verificaram que a suplementação de quitosana associada a restrição calórica e atividade física leve, causou uma redução do peso corporal, do índice de massa corporal e circunferência da cintura de forma mais eficaz e em menos tempo que o mesmo tratamento com uso de placebo.

Embora os estudos tragam a quitosana como uma substância natural e não tóxica, sua alta afinidade com lipídeos podem reduzir a absorção de vitaminas lipossolúveis, parâmetros que não foram avaliados nos estudos, portanto, apesar de promissor para a redução da gordura corporal, seu uso não deve ser feito de forma indiscriminada e deve ter o acompanhamento do profissional responsável.

 

Este texto foi escrito por Victor Neves, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.