As funções do colágeno

O colágeno é uma proteína de origem animal e é encontrado nos tecidos conjuntivos do corpo humano, como ossos, tendões, cartilagens veias, pele, dentes, bem como nos músculos e na camada córnea dos olhos. Esta proteína contém cadeias peptídicas dos aminoácidos glicina, prolina, lisina, hidroxilisina, hidroxiprolina e alanina. As cadeias são organizadas de forma paralela a um eixo, formam as fibras de colágeno que proporcionam resistência e elasticidade à estrutura presente. Sua principal função é contribuir com a integridade estrutural da matriz extracelular ou ajudar a fixar células na matriz. Esta proteína possui alta elasticidade e é considerada a proteína funcional mais importante do corpo humano. Os colágenos tipo I, II e III são os mais abundantes do organismo. O tipo I está presente na pele, tendão e osso; o tipo II, em cartilagem e humor vítreo (encontrado nos olhos); e o tipo III, pele e músculos.
Nos adultos com idade a partir de 30 anos há menor produção de colágeno devido ao decréscimo de mitoses das células responsáveis pela produção desta proteína. Com isso, aparecem as dores articulares, nos tendões, envelhecimento da pele, dentre tantos outros fenômenos desta redução. Diante disso, são atribuídas propriedades terapêuticas do colágeno nessas doenças, tornando relevantes estudos sobre a suplementação de colágeno e seu impacto no tratamento. Além do uso terapêutico, o colágeno é muito utilizado para fins estéticos, como manutenção do tônus muscular e redução da flacidez corporal, além disso, tem função anti-hipertensiva, protetora de úlcera gástrica e regulação do trânsito intestinal. Em adição, é responsável pela cicatrização e/ou regeneração em caso de corte ou cirurgia, auxilia na hidratação do corpo.
Em adição à toda a informação descrita, é importante lembrar que o ácido ascórbico (Vitamina C) está diretamente ligado à síntese de colágeno e glicosaminoglicanas, fundamentais para manter o tônus e a firmeza da derme, já que este é indispensável para a formação de hidroxiprolina (aminoácido constituinte do colágeno). Portanto, para que haja síntese adequada de colágeno, é necessário o sinergismo entre a vitamina C e a ingestão adequada de proteínas que fornecerão os aminoácidos que constituem o colágeno.
Como já descrito, o colágeno é uma proteína que faz parte do tecido conjuntivo de diversos órgãos do organismo humano. O curioso é que o colágeno é formado em sua maior parte por aminoácidos não essenciais como a glicina, prolina e hidroxilisina o que nos leva a pensar que a ingestão dessa proteína é dispensável, já que uma pessoa normal consegue produzir esses aminoácidos a partir de qualquer alimento. Enquanto na juventude, a sua ingestão é dispensável, entretanto com o passar dos anos o metabolismo torna-se mais lento e a síntese de aminoácidos não essenciais já não acontece com a mesma rapidez ou na concentração necessária para manter o potêncial do corpo. Sem aminoácidos suficientes, a quantidade presente é desviada para os locais de maior exigência e algumas regiões como a pele passam a ter importância secundária. Não só relacionado a idade, pessoas jovens praticantes de exercício físico habitualmente ou com propensão genética para o desgaste de tensões e/ou articulações podem sofrer com a baixa produção do colágeno. Além desses pontos, o colágeno tem-se mostrado fundamental em diferentes situações corpóreas, desde o tratamento de celulites ao tratamento de doenças articulares e tendinopatias e até à indução a síntese proteica em indivíduos com perda de musculatura devido a idade.

Este texto foi escrito por Juliana Miranda, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *