ZMA: Estimulador natural da produção de testosterona

O ZMA (em inglês Zinc monomethionine aspartate and Magnesium Aspartate) é um suplemento nutricional composto originalmente por zinco monometionina aspartato, aspartato de magnésio e vitamina B6. É um suplemento patenteado e seus benefícios mais citados pelos fabricantes são o aumento dos níveis de testosterona e IGF-1, força, hipertrofia, libido, imunidade, melhoria do sono e redução do catabolismo.
O zinco é um micronutriente que está envolvido numa série de processos bioquímicos vitais, sendo necessário para a atividade de mais de 300 enzimas. A deficiência deste mineral pode afetar de forma desfavorável os níveis plasmáticos de testosterona, GH, IGF-1 e hormônio luteinizante. O quadro de deficiência é muito relatado em atletas ou praticantes de exercícios físicos e contribui bastante para depleção da função imune e diminuição do desempenho.
O magnésio é um co-fator importante para muitas enzimas, exigido em vários situações bioquímicas e metabolismo energético. O magnésio está envolvido na síntese da adenosina trifosfato (ATP), na síntese de proteínas e de ácido nucleico e na excitabilidade neuromuscular. O magnésio também serve como regulador fisiológico da estabilidade da membrana, do sistema cardiovascular, imunitário e sobre a função hormonal. Outra relação que favorece o exercício físico é que o magnésio reduz a produção do cortisol, diminuindo assim o catabolismo durante o treinamento.
Os níveis baixos de zinco e magnésio podem ser ocasionados por diversos motivos. Nos atletas, em inúmeros estudos foram relatados menores níveis destes minerais devido ao aumento da sudorese durante o treinamento e/ou a ingestão inadequada em suas dietas.
Em estudos recentes com indivíduos diabéticos foi identificado deficiências de zinco e magnésio neste grupo. Essas deficiências mostram-se como fator de risco adicional no desenvolvimento desta enfermidade. Administração adequada desses elementos pode ser intervenção terapêutica eficaz para a prevenção da progressão do diabetes e suas complicações, principalmente porque o magnésio talvez desempenhe benefício melhora da sensibilidade à insulina, diminuição do estresse oxidativo e inflamação.
Por fim, pode-se ressaltar as múltiplas aplicabilidades do suplemento ZMA nas diversas situações relacionas as deficiências dos minerais zinco e magnésio durante o envelhecimento, enfermidades especificas, excesso de exercícios e dieta inadequada. Porém é inegável a necessidades de novos estudos nestas perspectivas afim de elucidar e comprovar mais fielmente seus efeitos, especialmente como estimulador natural da produção de testosterona aos níveis basais, sem riscos de produção excessiva.

Este texto foi escrito por Nathalia Ramos, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “ZMA: Estimulador natural da produção de testosterona”