Tribulus terrestris e aumento da produção de testosterona

 

O Tribulus terrestris é uma erva rasteira, perene, amplamente distribuída no Mediterrâneo e deserto em todo o mundo. É muito utilizado pela medicina tradicional na China, Bélgica, Bulgária e Índia no tratamento de disfunção sexual, doenças no trato urinário e como afrodisíaco.
Sua atuação é devido a presença de saponinas, principalmente a protodiocina, que é responsável por aumentar a produção endógena de testosterona e converter este hormônio em di-hidrotestosterona (aumenta o desejo sexual), no entanto, esta via metabólica ainda não foi totalmente comprovada. Além das saponinas, o tribulus terrestres possui flavonóides, glicosídeos, alcalóides e taninos, sendo que suas concentrações vão variar de acordo a região onde é cultivado.
Evidências em ratos demostraram que uso do tribulus terrestris melhora o comportamento sexual e a função erétil quando  utilizados de forma crônica, podendo então ser considerado potencializador sexual. Entretanto, os estudos, até agora sugerem que esta erva é ineficaz para aumentar os níveis de testosterona no homem. Este hormônio, juntamente com o DHEA e hormônio luteinizante (LH), estão relacionados com o aumento de massa muscular.
Foi estudado também (ainda em ratos), o uso de Tribulus Terrestris para Síndrome do Ovário Policístico,  uma condição ao longo da vida estabelecida devido a desregulação hormonal, que pode provocar infertilidade, acne, obesidade central, doenças cardiovasculares e câncer endometrial. O extrato de Tribulus terrestres, provocou  diminuição no número de cistos ovarianos de maneira dose-pendente e houve melhora na regulação hormonal destes animais.
Na busca por estratégias na melhoria da qualidade de vida, composição corporal e força muscular, o tribulus terrestris tem sido usado como uma estratégia, principalmente por atribuir o seu uso com o aumento da produção de testosterona. No entanto, não há estudos suficientes em humanos que comprovem o uso desta erva para este fim. Resultados, mostraram-se positivos para melhora da ereção e atividade antiandrogênica, podendo então ser útil para o tratamento da Síndrome do Ovário Policístico. Entretanto, são necessários estudos em humanos para comprovar tais   benefícios à saúde.

 

Este texto foi escrito por Rejane Oliveira, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “Tribulus terrestris e aumento da produção de testosterona”