Suplementação para Fibromialgia

No Brasil, após a osteoartrite, a fibromialgia é considerada a segunda doença reumatológica mais frequente. É uma doença muito comum, caracterizada principalmente por dor musculoesquelética difusa, acompanhada de fadiga crônica, além de distúrbios do sono, rigidez matinal, parestesias de extremidades, sensação subjetiva de edema e distúrbios cognitivos.
A fibromialgia reduz a qualidade de vida de muitas pessoas, pois além de todos estes sintomas citados acima, os indivíduos ainda apresentam comorbidades como depressão, má qualidade do sono, ansiedade e algumas síndromes como da fadiga crônica e miofascial.
As causas ainda são pouco conhecidas, entretanto, alguns autores destacam alterações no processamento de dor central, envolvendo desregulação de estímulos sensoriais, à sua apreciação cognitivo-emocional.
Até o momento não há cura para fibromialgia, mas seus sintomas podem ser controlados através do uso de medicação (relaxantes musculares, ciclobenzaprina e antidepressivos). O tratamento não medicamentoso consiste principalmente em realizar exercícios físicos musculoesquelético e aeróbico moderadamente intenso, pelo menos duas vezes na semana, devendo ser ajustada para a idade.
Alguns estudos demostraram que as dietas vegana e vegetariana, foram benéficas na melhora dos sintomas e por ser uma doença que afeta os níveis de alguns micronutrientes e provoca um estresse muito grande nas células musculares, considera-se a suplementação de antioxidantes, incluindo a coenzima Q10, bastante relevante para seu tratamento. Além disso, também tem sido descrito, o aumento da permeabilidade intestinal, devido ao estresse (por conta da dor) e uso de AINES por estes pacientes. Portanto, uma das estratégias nutricionais seria o uso da glutamina, junto com simbióticos, afim de reduzir os danos e sintomas da fibromialgia.
A utilização de outros suplementos nutricionais tem sido avaliada em alguns estudos com resultados positivos, dentre eles: 5-hidroxitriptofano (5-HTP), acetil-L-carnitina, colágeno hidrolisado, ômega-3, D-ribose, creatina, vitaminas do complexo B, magnésio, zinco e Metilsulfonilmetano (MSM). Todos eles, relataram possíveis benefícios para pacientes com fibromialgia, pois melhoram sintomas como a dor, fadiga, rigidez matinal, sono e principalmente na qualidade de vida dos indivíduos.

Este texto foi escrito por Rejane Oliveira, integrante da equipe de nutrição da SNC-Salvador, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail: nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 pensamentos em “Suplementação para Fibromialgia”