Sem categoria

Nutrientes Fotoprotetores

A exposição excessiva a radiação ultravioleta, liberada através do sol, promove diversas alterações graves em nossa pele. Envelhecimento precoce, atrofia da epiderme ou hiperqueratose (alta produção de queratina, que provoca o engrossamento da pele) e doenças da pele, como o câncer (tumor mais incidente no Brasil), são alguns exemplos. Há três tipos de radiação ultravioleta emitida pelo sol, radiação UVC, filtrada e bloqueada pela camada de ozônio, dificilmente chega até a superfície da terra; radiação UVB, com radiação de altíssimo nível de energia é responsável pelas queimaduras solares, inflamação na pele, vermelhidão, descamação, envelhecimento precoce e câncer. Quando atinge a pele, é capaz de causar grande destruição das células. E a radiação UVA, considerada a mais perigosa, é capaz de penetrar de uma maneira mais profunda em nossa pele, gerando enorme quantidade de radicais livres e provocando danos severos às células.
Com o uso de fotoprotetores externos (protetores solares) conseguimos bloquear parte destas radiações, não penetrando em nossa pele. Já o uso de fotoprotetores internos (nutrientes) é de extrema importância, já que estamos expostos ao sol diariamente. Nutrientes que fornecem ação fotoprotetora são excelentes para combater e minimizar os efeitos nocivos da exposição solar.
Alimentos que contenham carotenóides, polifenóis e ômega 3, além de vitamina C e E, são considerados nutrientes especiais, fotoprotetores dietéticos. Fonte de proteção endógena, obtidos através da alimentação, estes agentes naturais apresentam potenciais antioxidantes, anti-inflamatórios, antimutagênicos, anticarcinogênicos, com propriedades imunomoduladoras que amenizam e bloqueiam diversos processos moleculares e celulares em nosso organismo.
Os carotenoides são pigmentos de coloração avermelhada, alaranjada, amarelada ou esverdeada, encontrados nas células dos vegetais, protistas e fungos. Por serem essenciais para nossa vida saudável, os carotenoides devem ser ingeridos através da alimentação. Seus agentes antioxidantes, protegem as células dos danos oxidativos gerados a partir da exposição solar excessiva, além de estimular o sistema imunológico.
Os polifenois são compostos bioativos encontrados nos vegetais, plantas, frutas e sementes. Sendo moléculas antioxidantes, os polifenois possuem pigmentações diferentes. Sua ação está voltada em absorver a radiação UV, sendo, dentre eles, o UVB o mais captado. Dessa forma, diminui a incidência da radiação solar em nossa pele, consequentemente, a quantidade de radicais livres liberados pela mesma, além de danos no DNA e queimaduras superficiais.
Os mecanismos envolvidos na fotoproteção oferecidos através do uso do ômega 3 incluem alterações na fluidez das membranas celulares, modificações em sinalizações de processos moleculares e modificação do estresse oxidativo. Sua conhecida capacidade anti-inflamatória e antioxidante, também consegue reduzir os danos causados por raios ultravioleta.
As vitaminas C e E são excelentes opções, com propriedades tanto na ação antienvelhecimento quanto na ação fotoprotetora. Potentes antioxidantes, essas vitaminas estão presentes em diversas frutas e vegetais. A vitamina C funciona como cofator para algumas enzimas em reações químicas. Há interferência do ácido ascórbico na diminuição da expressão de RNAm da interleucinas-1 provocados pela irradiação de raios UVA. Ligado a outros antioxidantes, os seus efeitos fotoprotetores estariam otimizados, por isso a associação com a vitamina E seria positiva.
Uma dieta rica em alimentos que contenham vitaminas, minerais, antioxidantes e ingestão de água adequada, aliada a boas horas de sono e a prática de atividade física, podem reverter os danos causados pelo tempo e melhorar a qualidade da pele. Para melhores resultados, é sempre importante entrar em contato com profissionais da área.

 

Este texto foi escrito por Raquel Coelho, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.