Sem categoria

Suplementação para Calvície Androgênica

Qualquer composto com o papel de desenvolver funções reprodutivas é considerado androgênico. Dentre os compostos produzidos pelo nosso corpo, podemos citar a progesterona, androsterona, desidroepiandrosterona (DHEA) e a testosterona, que é o hormônio sexual mais conhecido. Nos homens a testosterona é produzida nos testículos pelas células de Leydig e nas mulheres nas glândulas supra adrenais, porém em menor quantidade.

A calvície ou alopecia androgênica é derivada de uma alteração na testosterona. Como os homens produzem muito mais testosterona que as mulheres, é mais comum desenvolverem essa alteração, embora seja comum em ambos os sexos. Através da enzima 5-alfa-redutase, encontrada nos folículos capilares, a testosterona é metabolizada para 5-dihidrotestosterona (DHT), sua forma 10 vezes mais potente.

Ao penetrar no folículo capilar a di-hidrotestosterona se liga aos receptores androgênicos, transforma seu metabolismo e reduz a velocidade de multiplicação das células capilares, provocando a miniaturização e queda dos cabelos. Quando saudáveis, os fios são naturalmente renovados e constantemente substituídos, com a atrofia dos bulbos capilares não há crescimento de novos fios e os terminais capilares ficam mais finos, curtos e despigmentados.

O ZMA é um produto a base do zinco monometionina aspartato, magnésio aspartato e vitamina B6, compostos na sua forma mais bioativa que agem de modo sinérgico. O magnésio tem muita afinidade com a globulina de ligação do hormônio sexual (SHBG), gerando maior biodisponibilidade de testosterona livre. O zinco é um mineral essencial ao nosso organismo, capaz de aumentar a produção de testosterona a partir da androstenediona. Ele está encontrado em altos níveis na hipófise, que por sua vez é fonte do hormônio do crescimento (GH), e estimula a produção de fatores de crescimento como IGF-1. O Zinco inibe a enzima 5-alfa-redutase e a Vitamina B6 potencializa sua ação. Desse modo, não há diminuição na quantidade total de testosterona, apenas evita que ela se converta à sua forma mais potente e traga danos ao corpo.

“Este texto foi escrito por Camila Rheinschmitt, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br

Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)”

2 comentário

Marcel 13 de maio de 2016 at 23:51

Ola, Achei muito interessante a colocação sobre suplementos que auxiliam na inibicao do DHT e desta forma gostaria se possivel de uma formula que tenham os suplementos corretos para a diminuicao do 5 A redutase, poderiam me enviar a formula, obrigado

Responder
Lara Cerqueira 16 de maio de 2016 at 16:43

Olá, Marcel.
Gostaria de ressaltar que não prescrevemos dietas, nem manipulações para esta ou qualquer outra finalidade. As informações que trazemos aqui são teóricas disponibilizadas pela literatura científica. As estratégias nutricionais e fitoterápicas devem ser estruturadas por um nutricionista especializado. Só este profissional pode entender sua real necessidade alimentar e das estratégias fitoterápicas. Enviamos-lhe um e-mail esclarecedor.

Estamos a disposição para maiores esclarecimentos.

Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.