Sem categoria

Vegetarianismo

O vegetarianismo é considerado uma filosofia de vida que tem apresentado grande reconhecimento e assentimento nos tempos atuais. A sua prática consiste da conscientização contra a exploração e degradação do meio ambiente, sensibilização e compaixão para com os outros animais, motivos religiosos e cuidados com a saúde corporal do indivíduo.

Além dos motivos previamente apresentados, muitos adotam essa estratégia pelo benefício à saúde que muitos autores trazem dessa dieta, como por exemplo, a menor prevalência de doenças crônicas não-transmissíveis. Porém, existem algumas carências nutricionais encontradas nesse tipo de estratégia alimentar.

Dentro do mundo vegetariano existem diversas terminologias aplicadas para a caracterização do grupo que mantêm algum grau de identidade nesse complexo universo. Existem os ovolactovegetarianos, que são aqueles que excluem a carne e pescado, mas permitem ovos e laticínios; os lactovegetarianos excluem a carne, pescado e ovos, no entanto, permitem laticínios; os ovovegetarianos excluem a carne, pescado e laticínios, todavia,  permitem ovos; e por fim, os vegetarianos estritos e/ou veganos, que excluem todos os alimentos de origem animal, inclusive os produtos que são oriundos ou tenha sido necessário o abuso de algum animal para produzi-lo.

Como havia mencionado anteriormente, a literatura científica aponta diversos benefícios para a utilização de dietas vegetarianas. A Associação Dietética Americana (ADA) relata que esse tipo de dieta apresenta uma baixa ingestão de gorduras saturadas e colesterol, e alta ingestão de gorduras poli e monoinsaturadas, fibras dietéticas, carboidratos complexos e antioxidantes. Porém, com a exclusão de alimentos de origem animal pode haver a carência de vitamina B12, cálcio, zinco e ferro. Nesses casos, faz-se necessário a busca por suplementos alimentares para a resolução dessas carências.

Outra preocupação apresentada por aqueles que buscam a adesão ao vegetarianismo/veganismo é o aporte proteico da dieta. Principalmente porque hoje a utilização de proteínas logo após o exercício e fracionadas na dieta ao longo dia estão cada vez mais comuns, especialmente para aqueles que aderem uma estratégia nutricional para hipertrofia, para manutenção de massa muscular e também para aqueles que buscam o emagrecimento.

Nesse sentido, ressalto que existem diversas fontes de proteínas além das proteínas de origem animal, como por exemplo, a proteína do arroz, da ervilha e da soja, que são comumente utilizadas pelos vegetarianos no planejamento dietético.

Com relação às fontes proteicas existentes, existem diversas variações quando comparadas. A título de exemplo, existem algumas proteínas com caráter mais alergênico do que outras (soja e leite, por exemplo), há também diferença na concentração de colesterol, gorduras saturadas, dos aminoácidos e principalmente da digestibilidade dessas proteínas.

No entanto, há um revés para aqueles que não podem consumir proteínas animais ou optam por essa abstenção. Com exclusão da soja, as proteínas de origem vegetal, normalmente possuem a deficiência de um ou mais aminoácidos na sua proteína. Porém, essa carência pode ser suprida através da junção de diferentes fontes proteicas (ex: ervilha apresenta baixo teor de metionina e cisteína; o arroz possui baixo teor de lisina) ou pela adição de legumes e grãos à dieta do indivíduo.

Dessa forma, é notória a percepção de que a adesão por essa filosofia de vida não é algo simples de se adotar. Porém, devido aos avanços tecnológicos e científicos que nos permitem a elaboração de alimentos que sejam 100% de origem vegetal e também a elaboração de suplementos alimentares sintéticos, fica mais fácil seguir um planejamento alimentar que vá suprir as demandas nutricionais do indivíduo e estará alinhada com os valores morais e as concepções filosóficas daquele que as seguem.
Para melhores resultados e uma recomendação individualizada procure um profissional da área formado.

Este texto foi escrito por Gabriel Medrado, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.