Sem categoria

Glicerol no esporte

A realização de exercício físico por período prolongado e principalmente em climas quentes ocasiona perda de água através da pele e outras superfícies respiratórias, podendo chegar a mais de 2 litros por horas, fenômeno este chamado de desidratação (perda de água). A evaporação da transpiração em dias quentes é o meio de dissipar a carga de calor e apesar dessa elevada evaporação esfriar o corpo, induz perda de sódio e água corpórea. Consequentemente ocorre redução do volume sanguíneo e quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada batimento cardíaco. Em termos de desempenho atlético, à medida que a desidratação aumenta, reduz o desempenho atlético se essa perda for superior a 2 % do peso corpóreo.
O consumo de fluidos extras antes de iniciar o exercício, para fazê-lo hiperhidratado (excesso de água no corpo além do normal), é uma estratégia para elevar a capacidade de tolerar a perda de fluídos, aumentando a capacidade de termorregulação e volume plasmático. Entretanto, tal prática não é tão utilizada devido ao aumento da diurese. Partindo-se dessa premissa, o uso de suplementos que elevem a hidratação corporal e reduzam a frequência cardíaca, podem aumentar a performance, principalmente em exercícios de endurance. Dentre estes suplementos está o glicerol, uma molécula  com capacidade de aumentar a concentração de líquidos no sangue e nos tecidos, ocasionando um estado de hiper-hidratação anterior ao exercício, evitando a hipo-hidratação (déficit hídrico superior aos níveis normais
O glicerol (é um tri-álcool com três carbonos e está presente naturalmente no corpo humano como um componente da gordura armazenada e assim liberado na quebra de triglicerídeos. Também é encontrado em menor quantidade em líquidos do corpo como glicerol livre.
O mecanismo fisiológico pelo qual o glicerol aumentaria a capacidade de retenção de fluídos, seria um efeito direto sobre os rins. O glicerol circulante é filtrado pelos glomérulos e sua reabsorção pelas paredes tubulares eleva substancialmente a osmolaridade do fluido intersticial em torno das células epiteliais. Dessa forma, cria-se um gradiente favorável para reabsorção da água durante hiper-hidratação induzida por glicerol. Como a metabolização e excreção urinária do glicerol ocorre de forma lenta, este consegue manter esse gradiente favorável por um período longo de tempo. Assim, de acordo com as evidências científicas, o uso de glicerol para estratégias de hiper-hidratação ou reidratação ocasiona uma melhora na hidratação, termorregulação, frequência cardíaca e desempenho esportivo.
A ingestão excessiva de glicerol pré-exercício pode ocasionar diversos sintomas como distensão do estômago, vômitos, náuseas que podem prejudicar a performance atlética. De acordo com a diretriz para hiper-hidratação com glicerol a dosagem recomendada é de 1,2 g por kg de peso corporal em 26 ml/ kg de peso corporal de fluídos em torno de 30 a 60 minutos antes do exercício. Para a utilização durante e após exercício para reidratação, não são bem estabelecidas, mas existem evidências de efeitos com a dosagem de 0,125 g/kg de peso de glicerol em 5 ml / kg de peso de fluidos durante exercício e 1 g / kg de peso corporal em 1,5 litros de fluidos após exercício, irão atrasar a desidratação e acelerar o restabelecimento do volume plasmático, respectivamente.
Contudo, o uso de glicerol é proibido pela agencia anti-doping (wada) desde 2010, com base no seu potencial para elevar o volume plasmático ocasionando hemodiluição transitória, podendo ser usado como agente mascarante para dopagem de sangue. Devido a isso, segundo estudos, outra estratégia como a hiper-hidratação com sódio pode substituir a utilização de glicerol.
Assim, o glicerol no esporte tem como principal finalidade evitar a desidratação ou utilizado para reidratação, visando melhora no desempenho. Essas estratégias são respaldadas pela literatura científica, o qual deve ser feito na dosagem correta para evitar possíveis efeitos colaterais. Ainda assim, seu uso é considerado doping, podendo ser eficazmente substituído pela reidratação com sódio, pois segundo evidências, realiza o mesmo papel de maneira eficiente.

“Este texto foi escrito por Jaqueline Barreto, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. companhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0