Sem categoria

Nitrato e Performance

O uso de recursos ergogênicos por toda população esportiva é cada vez mais difundido, incluindo não só atletas, mas também todos os praticantes de exercício físico, com intuito de melhorar a performance e a estética corporal. Deste modo a busca por substancias com capacidade de promover a vasodilatação tem emergido no âmbito esportivo, nos exercícios de endurance, bem como resistido. A vasodilatação consiste no aumento do calibre dos vasos sanguíneos, proporcionando maior e melhor aporte de oxigênio, nutrientes as células, assim como eliminação de metabolitos tóxicos. Dentre os benefícios estão o controle da pressão arterial, redução no consumo de O2 (VO2) durante o exercício, atenuação das perturbações metabólicas, e maior produção de força muscular, resultando em melhor performance.
Um importante agente neste processo é o oxido nítrico, o qual é sintetizado a partir da oxidação de um dos nitrogênios da arginina numa reação catalisada pela enzima NOS. Esta por sua vez irá ser ativada por dois mecanismos, o complexo Ca2+/ calmodulina (proteínas intracelulares receptoras específicas de cálcio) e pelo estresse mecânico causado pelo fluxo de sangue aumentado durante exercício que estimula receptores específicos do endotélio, desencadeando uma cascata de reação, as quais ativa a NOS.

O nitrato é um ânion inorgânico presente de modo predominante na beterraba, aipo, alface, rabanete, espinafre e folhosos verdes escuros. Este aparece como via alternativa para síntese de oxido nítrico. Após a absorção o nitrato inorgânico circula no plasma, e uma porção, cerca de 25% é concentrada na saliva. Bactérias simbióticas localizadas nesta cavidade oral reduzem o nitrato a nitrito, que será reduzido a oxido nítrico no ambiente ácido do estomago ou quando na circulação o nitrito é reduzido a NO por hemeproteinas.
Vários autores em estudos com desportistas em exercícios de endurance, intermitente e de forca tem demostrado que a suplementação com nitrato possui efeitos positivos na performance com redução do consumo de oxigênio, aumento da oxigenação muscular e tempo de exaustão no exercício, bem como aumento do trabalho total do musculo e potência. Tais resultados são atribuídos a maior eficiência mitocondrial, fosforilação oxidativa melhorada e redução do custo de ATP. Destarte o uso do nitrato como alternativa a síntese de oxido nítrico se mostra favorável a melhoria de desempenho de praticantes de exercícios físicos.
Este texto foi escrito por Silva Andrade, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.