Sem categoria

Capsaicina e sua ação termogênica

O aumento alarmante na prevalência da obesidade tornou-se preocupação mundial nos últimos anos. A obesidade aparece  como uma das causas principais de várias doenças crônicas não transmissíveis e não infecciosas, incluindo problemas respiratórios, distúrbios do aparelho locomotor, doenças cardiovasculares, certos tipos de câncer e diabetes mellitus tipo 2.

Dentre os métodos para alcançar o emagrecimento, os mais descritos estão o exercício físico, dieta, tratamentos com fármacos, terapia comportamental e cirurgia. O consumo de alimentos que possuem em suas estruturas compostos bioativos que auxiliam no controle de apetite e quebra de gorduras  estão sendo bem evidenciada na literatura.

As pimentas vermelhas são membros do gênero Capsicum que possui grande variedade, com diferentes graus de pungência. Os capsaicinoides são os principais compostos bioativos das pimentas vermelhas. Estes incluem principalmente a capsaicina, dihidrocapsaicina, nordihidrocapsaicina e vestígios de outros compostos que além de serem responsáveis pela sensação picante, exibem potenciais propriedades bioativas.

Alguns mecanismos são atrelados a essa substância tais como: aumento da secreção de catecolaminas pela medula adrenal, através da ativação do sistema nervoso simpático, aumento da secreção por sua vez ocasiona em aumento na taxa metabólica, além de auxiliar na regulação da temperatura corporal, pela ativação do canal TRPV1 ( receptor de potencial transiente vanilóide 1), é bastante “excitado” pela sensação picante da pimenta vermelha.

Outros benefícios atrelados ao uso dos capsaicinóides seriam a melhora do humor, já que o corpo libera endorfina devido a sensação de pungência causada pelo consumo da pimenta. Sua ação antioxidante inibe alterações bioquímicas induzidas pela exposição à radiação e reduz a oxidação dos lipídios (prevenindo, entre outras condições, um aumento do colesterol LDL) e proteínas. E auxilia na redução da pressão arterial, a capsaicina tem esse efeito porque é  capaz de ativar determinados canais no interior das artérias.

Alguns pesquisadores recomendam uma dose de 3g/dia do composto visando seus efeitos emagrecedores e em auxiliar no controle do apetite.

Este texto foi escrito por Caique Oliveira, integrante da equipe de nutrição da SNC-Salvador, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail: nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.