Sem categoria

Suplementação no Carnaval

O Carnaval está chegando, sendo uma festa que proporciona o gasto calórico médio de 200 a 800 calorias por hora e, por isso, é necessário atenção aos cuidados para que o desempenho físico durante os festejos não venha cair e também para que estes não tragam tantos prejuízos à saúde, pois todas as condições da festa são desfavoráveis ao equilíbrio do nosso organismo, sendo elas: o clima quente, gasto energético intenso, bebidas alcoólicas e, para somar, as noites mal dormidas.

O homem, em regra, necessita que a temperatura interna corporal seja constante e mantida pelo seu sistema termorregulador aproximadamente nos 37ºC, para a conservação das funções metabólicas e para o correto funcionamento do organismo. Isto posto, entende-se que o estresse acarretado pelo aumento da temperatura ambiente, acrescido do suor excessivo, acaba por gerar um quadro de desidratação. Este último, por sua vez, resulta na hipotensão por regulação do sistema renina-angiotensina-aldosterona que, em consequência, provoca um baixo aporte de oxigênio para os músculos, aumento da frequência cardíaca, queda no desempenho, dores de cabeça, tontura e de até mesmo desmaios.

No entanto, além da água e eletrólitos perdidos no suor, também há degradação do glicogênio muscular, o qual consiste no estoque de carboidratos do nosso corpo para fonte de energia; quanto mais tempo curtindo a festa intensamente, maior será a utilização de carboidratos para esta função. Sendo assim, deve haver por parte do folião a constante preocupação com a reposição desse macronutriente também. Levando em conta esses fatores, é nítido que a água não é o suficiente para manter esse equilíbrio corporal estável.  Portanto, uma das vias  práticas de prevenção da hipoglicemia e perda de eletrólitos, neste contexto, encontra-se na suplementação. Neste propósito, em vista de manter o estoque de glicogênio e garantir a manutenção do desempenho do folião durante a festa, existem os repositores glicoeletrolíticos que, além de restabelecerem os índices adequados de eletrólitos, também doam carboidratos para a restituição do glicogênio no organismo e, desta maneira, a performance seja a melhor possível, sendo bastante prático o consumo destes em gel, por exemplo.

Outra alternativa para evitar o catabolismo muscular é o investimento em barrinhas proteicas, além de serem nutricionalmente interessantes, são fáceis de transportar. Já para a prevenção de uma virose pós-carnaval, a Glutamina é uma sugestão interessante para manutenção da imunidade, no entanto, deve ser consumida como recurso preventivo, pois uma vez que a doença se estabelece, não terá mais a mesma eficácia. Para tal, a orientação nutricional é a melhor alternativa para que seja feita a estratégia adequada de acordo com a individualidade. Bom Carnaval!

Este texto foi escrito por Lory Stephane, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.