Sem categoria

Waxy Maize: Mitos e Verdades

Os carboidratos são macromoléculas importantes para o fornecimento de energia, são considerados suplementos ergogênicos e costumam ser amplamente utilizados por atletas e praticantes de atividade física. A suplementação com carboidratos pode ser realizada de diferentes formas, entre elas estão as bebidas líquidas, semissólidas como géis e sólidas como barras  ou as balas energéticas. Podem ser consumidas pré, intra e no pós treino. Quando ingeridas antes, têm como objetivo prevenir ou retardar os distúrbios homeostáticos que podem acompanhar a atividade física, assegurando um volume plasmático adequado desde o início do exercício, promovendo um pequeno reservatório de fluídos no lúmen gastrintestinal, que será absorvido durante a atividade. Além disso, o consumo no pré-exercício pode otimizar as concentrações de glicose no sangue circulante. Quando utilizados durante o exercício, os carboidratos podem melhorar o desempenho. Visando favorecer uma ressíntese muscular e hepática é recomendado pela Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte o consumo de soluções contendo carboidratos após o exercício. Uma característica usada para escolhê-los é o índice glicêmico (IG). Esta escolha pode ser uma estratégia que permite manter as taxas de glicose plasmática maiores durante o exercício, evitar a produção exacerbada de insulina e manter as reservas de glicogênio por maior tempo. Estudos mostram que antes do exercício físico, deve-se recomendar o consumo de carboidratos com baixo IG. O amido de milho ceroso ou waxy maize é um tipo de carboidrato de baixo índice glicêmico que tem por finalidade fornecer energia por um longo período de exercício, além de não gerar picos glicêmicos. Mantém toda sua estrutura molecular formada por amilopectina, através de modificações tecnológicas. Um mito sobre o waxy maize é a sua utilização apenas no pós treino para ressíntese de glicogênio, essa recomendação pode ser utilizada se for levado em conta que o praticante de atividade física realizasse dois exercícios extenuantes em curto período e não tivesse tempo hábil para realizar uma refeição com quantidades necessárias de carboidratos para recuperação dos níveis do glicogênio hepático e muscular. Outro mito conhecido é que por ser uma fonte de carboidrato, a utilização poderia propiciar o acúmulo de gordura corporal , estudos já trazem evidências que a ingestão de waxy maize,  antes do exercício prolongado em ciclistas reduziu o pico inicial na glicose e insulina no soro e aumentou a quebra de gordura em comparação com a maltodextrina. A recomendação atual para utilização de waxy maize é antes do exercício físico a fim de garantir energia necessária por mais tempo, evitando picos de insulina e consequentemente o aumento do desempenho, além de ser uma ótima estratégia para o para indivíduo que se preocupa com a composição corporal, pois como o carboidrato é de liberação gradual estimula o organismo a utilizar reservas de gordura por mecanismo adaptativo e aumenta a oxidação lipídica. Para avaliar a melhor inclusão desse suplemento na sua rotina procure um nutricionista.

Este texto foi escrito por Camile Santiago Teixeira, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco pelo e-mail nutrição@sncsalvador.com.br. Respeito nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.