Sem categoria

Alimentos Antioxidantes

Nos últimos anos, a incidência de doenças crônicas como o Diabetes Melitus e doenças Cardiovasculares tem aumentado e com isso, vem crescendo o interesse pela pesquisa do dano que o estresse oxidativo pode trazer, já que este consiste em  fator negativo preponderante para o agravamento das doenças mencionadas e surgimento de outras.

Diante de tal panorama, tem-se tornado incessante a busca por alternativas antioxidantes no intuito de reduzir os efeitos prejudiciais trazidos pelos Radicais Livres (átomos, íons ou moléculas de oxigênio produzidos na respiração, com um elétron não pareado em sua órbita externa de grande instabilidade e alta reatividade), os causadores do estresse oxidativo. Apesar de serem moléculas essenciais para a defesa e sinalização do nosso organismo, existem situações que podem ter caráter agressivo. A membrana celular, por ter uma constituição lipídica, acaba por ser um dos componentes mais disponíveis para serem atingidos por esses radicais, e o excesso deles, poderá acarretar em prejuízos, tanto físicos quanto mentais.

Ainda que não se possa evitar a formação desses Radicais Livres, é possível fortalecer o Sistema de Defesa Antioxidante, que age como suicida, sacrificando sua própria integridade afim de preservar as nossas células. Dentre os principais sistemas de defesa antioxidante enzimática estão a glutationa, a superóxido dismutase, a catalase, a glutationa peroxidase e a N-acetilcisteína.

Para fortalecimento desse sistema, temos que ter a ingestão diária de nutrientes, como: o ácido ascórbico (vitamina C) encontrado, por exemplo, em frutas cítricas; o β-caroteno, encontrado na cenoura, abóbora, batata doce e outros vegetais de cor alaranjada e verde; o Tocoferol (Vitamina E), encontrado na gema do ovo, gordura do leite e oleaginosas; o Zinco presente, principalmente, nas ostras; os Flavonoides encontrados, por exemplo, em vinhos e no chocolate com alto teor de cacau; o Selênio, presente principalmente na Castanha do Pará; Glutamina e, ainda, o Ômega 3, presente no óleo de peixe, por exemplo, que apresenta função anti-inflamatória.

Uma dieta equilibrada, contendo estes nutrientes necessários para o funcionamento do sistema na diminuição do estresse oxidativo trará benefícios, tanto na melhora de quadros, quanto na prevenção de diversos problemas. É preciso atentar para a demanda e a ocasião em que a intensificação do sistema antioxidante é necessária. Neste sentido, a orientação nutricional é a melhor alternativa para ser feita a estratégia ideal de acordo com a individualidade.

Este texto foi escrito por Lory Stephane, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.