Sem categoria

Suplementação de óleo de Krill para Artrite Reumatoide

O óleo de Kril é extraído do Antartic Krill (Euphasia Superba), um crustáceo semelhante ao camarão, importante organismo do zooplâncton, pois serve de alimento a outros animais marinhos. O óleo de Krill é rico em ácidos graxos ômega 3. Entretanto, esse ácidos graxos se apresentam, em sua maioria, na forma de fosfolipídios, diferindo dos demais óleos fonte de ômega 3 encontrados na forma de triglicerídeos ou ésteres. Fosfolipídios são os principais componentes das membranas celulares e a sua associação aos ácidos graxos essenciais ômega 3 facilita a passagem dessas moléculas através da parede intestinal. Desse modo, a biodisponibilidade dos ácidos graxos ômega 3 nessa forma é maior, sendo superior àqueles encontrados em outra forma estrutural.
Além disso, o óleo de Krill contém astaxantina, um pigmento vermelho-alaranjado, sendo relacionados aos carotenoides e luteína. Astaxantina é um poderoso antioxidante, sendo capaz de proteger as células contra danos causados por radicais livres.
A suplementação de Krill tem sido associada à melhora do perfil lipídico, doenças cognitivas de caráter inflamatório crônico. Dentre essas condições, encontra-se a artrite reumatoide, doença inflamatória crônica do tipo autoimune que acomete articulações e ossos, caracterizada por inchaço, dor, prejuízo funcional, osteoporose e desgaste muscular. É causado pela infiltração de células do sistema imunológico com liberação de citocinas pró-inflamatórias e enzimas destrutivas das cartilagens e ossos. Tem prevalência de cerca de 1% na população adulta, sendo mais comum em mulheres. Um dos tratamentos farmacológicos mais comuns envolve a utilização de fármacos antiinflamatórios não-estereoidais (NSAIDs) que têm como alvo a formação de prostaglandinas a partir do ácido araquidônico.
Uma vez que os ácidos graxos ômega 3 atuam no metabolismo e disponibilidade do ácido araquidônico e resposta imuno-inflamatória, muitos estudos têm sugerido que a suplementação de ômega 3 tem efeitos positivos sobre o quadro da artrite reumatoide. Por ser uma fonte mais biodisponível de ômega 3, estudos experimentais apresentam o óleo de Krill como uma importante estratégia clínica para melhora do quadro inflamatório dessa doença.

Esse texto foi escrito por Laís Barreto Vieira, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido. Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br. Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor. Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.