Sem categoria

Conhecendo O HMB

β-hidroxi-β-metilbutirato, popularmente conhecido como HMB, é um subproduto do metabolismo da leucina ocorrido no fígado. Cerca de 5% da leucina se transforma em HMB por via endógena, ou seja, para produzir uma dosagem aplicável de 3g, seria necessário o consumo de  600g de proteína o que equivale a 60g de Leucina, fazendo-se necessária a sua suplementação para situações dose-efeito, já que esse consumo seria inviável. É encontrado em duas formas,  HMB-FA (forma livre) e o HMB-CA (associado ao cálcio), sendo que sua forma associada ao cálcio logo é desassociado no intestino. Após 2 horas do consumo de 1g HMB-CA, há seu pico no plasma, no entanto, quando associado a glicose, esse pico diminui. A vida do HMB-CA é de 2 horas no plasma.

Efeitos agudos com HMB-CA dependem da sua suplementação de 3g pré-treino, cerca de 60 minutos antes de treinos intensos. Caso seja adicionado glicose duas horas antes do exercício, visando otimizar os resultados com a sua suplementação é relatado na literatura a utilização desse produto divido 3 vezes no dia. Estas recomendações são referentes a indivíduos treinados e não treinados.

O HMB é bastante conhecido pelo seu efeito anticatabólico, inibe o mecanismo de degradação proteica muscular via ubiquitina-proteossoma. Além disso, o HMB promove o aumento da síntese proteica por aumentar a sinalização do marcador MTOR e fosforilação da p70S6k e 4EBP1. Em situações de hipercatabolismo, como em indivíduos idosos, parece produzir efeitos significativos que podem potencialmente servir de estratégia terapêutica, paralela a outras terapias, visando a manutenção da massa isenta de gordura dos indivíduos e melhora do prognóstico.

Outro exemplo de estado catabólico seria o câncer, que está relacionado com a diminuição das células do sistema imunológico, ocasiona aumento de citocinas inflamatórias que contribuem para modificar o metabolismo do hospedeiro e parecem estar envolvidas no estabelecimento da caquexia. A caquexia é um estado debilitante onde ocorre a perda involuntária de peso, desencadeada por desequilíbrio metabólico no portador de tumor caracterizado por hipercatabolismo.  O HMB é efetivo na manutenção da massa magra, evita mecanismos de degradação proteica devido à perda de peso induzida pelo câncer. Este efeito foi comprovado pela ação do HMB via PKC também, intervindo na proliferação das células tumorais, reduzindo a taxa de crescimento tumoral e os sintomas da caquexia.

O HMB apresenta-se como suplemento interessante para diversas aplicabilidades além do esporte, como: diminuição de marcadores inflamatórios, câncer, idosos, hipertrofia, entre outros. Faz-se necessário a produção de mais artigos afim de avaliar as suas aplicabilidades.

Este texto foi escrito por Caique Oliveira, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.
Acompanhe-nos nas redes sociais e não perca nenhuma notícia e/ou promoção (busque por sncsalvador).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.