Sem categoria

Ciclo de carboidratos

Alterações na disponibilidade de nutrientes durante o exercício é capaz de trazer efeitos diretos sobre a taxa metabólica basal e os padrões de utilização de substratos energéticos nesse momento. Dentre os macronutrientes, o carboidrato é responsável por garantir a disponibilidade de glicogênio e substrato energético para o exercício bem como a manutenção da glicemia e das funções cognitivas e físicas. Ou seja, o consumo adequado de carboidratos é bastante promovido no meio esportivo para garantia de boa performance esportiva, diante da importância do glicogênio muscular para determinar a capacidade de treinamento. Desse modo, existem diversas estratégias nutricionais a fim de modular a quantidade e tipo de carboidrato a ser ofertado para melhorar a resposta adaptativa ao treino, desempenho e composição corporal.
Nesse contexto, surge o conceito de Ciclo de Carboidratos ou Cetogênica Cíclica, estratégia bastante divulgada e que se baseia na alteração planejada e dinâmica da oferta de carboidratos durante um período de tempo, com o objetivo de estimular a oxidação de gordura ao passo que preserva e promove ganho de massa muscular associados ao exercício físico. Segundo seus defensores, nessa dieta é capaz de se obter os benefícios da dieta cetogênica, mas que dispensa seus inconvenientes, como possível catabolismo muscular.O protocolo da dieta de ciclo de carboidratos não é bem definido, existindo diversas formas para realização do ciclo, mas geralmente envolve dias de baixo, moderado e alto teor de carboidrato, juntamente como o aumento do consumo de proteínas e gorduras de boa qualidade.
A restrição de carboidrato promove alteração do chamado metabolismo “glicocêntrico” para o estado “adipocêntrico”, com utilização de corpos cetônicos como fonte de energia a partir da reserva adiposa. Essa mudança é causada por alterações hormonais decorrentes da diminuição da ingestão de carboidrato. Em dietas com restrição desse macronutriente, ocorre a diminuição da leptina, hormônio produzido pelas células do tecido adiposo e que é responsável pela regulação da fome e do apetite, estimulando a fome e o desejo por carboidrato. Em contrapartida, ocorre aumento da secreção de grelina, hormônio que atenua os efeitos da leptina e estimula peptídeos hipotalâmicos de caráter oréxigenos. Outro hormônio que tem liberação alterada no jejum ou restrição calórica é o cortisol, sinalizador da mobilização de estoques energéticos, promovendo catabolismo tanto lipídico quanto proteico. Outra alteração causada pela restrição de carboidratos envolve a secreção reduzida de serotonina, neurotransmissor regulador do humor, sono e apetite, levando ao consequente aumento da sensação de fome.
Levando em consideração todas essas alterações causadas, dietas com restrição significativa de carboidratos por longo período de tempo parecem não ser interessantes para melhora da composição corporal. Assim, o ciclo de carboidratos surgiu com o objetivo de equilibrar tais efeitos metabólicos e hormonais a partir da programação da oferta de carboidratos pensada no contexto do treinamento do indivíduo. Desse modo, essa estratégia pode ser bastante benéfica para indivíduos elevada adesão a estratégias dietéticas ou aqueles que alcançaram um platô no processo de emagrecimento. No entanto, não há estudos experimentais disponíveis com o uso de algum dos protocolos de ciclo de carboidratos, sendo muito descrito a partir da prática clínica de profissionais da área. Por isso, faz-se necessária a realização de trabalhos de pesquisa que envolvam protocolos semelhantes à dieta do ciclo de carboidratos para garantir seu potencial em promover a redução de massa gorda sem causas perda de massa muscular.

Este texto foi escrito por Laís Barreto Vieira, baseado em artigos científicos. Todo material utilizado pode ser disponibilizado quando requerido.
Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco pelo e-mail nutricao@sncsalvador.com.br
Respeite nosso material intelectual. Sempre que usar nossos textos mencione o nome do autor e do site, por favor.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.